TIRANDO ONDA: Temer diz nos EUA que Brasil tem estabilidade política ‘extraordinária’

Compartilhe agora:

Presidente apresentou programa de parcerias a empresários em Nova York. Ele criticou política externa ‘segmentada’ de governos anteriores.

O presidente Michel Temer disse na tarde desta quarta-feira (21) a empresários e investidores em Nova York que o Brasil vive um momento de estabilidade política “extraordinária”, após o que ele chamou de um período de “brevíssima instabilidade” durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff.

A fala de Temer ocorreu durante um almoço, no qual ele apresentou aos investidores pontos do pacote de concessões e privatizações anunciado pelo governo na semana passada. O encontro é uma tentativa do governo de atrair investimento para o país.

Em seu discurso, Temer ressaltou que, desde que assumiu a presidência, em maio, buscou criar uma boa relação com o Congresso. Segundo ele, isso resultou em aprovação de medidas necessárias para o governo que estavam paradas há meses. Uma dessas medidas é a Desvinculação das Receitas da União (DRU), proposta ainda por Dilma Rousseff e aprovada depois que Temer assumiu. Outros projetos considerados prioritários pelo governo Temer, como o teto para gastos públicos, ainda não foram aprovados.

“No Brasil, agora, temos uma estabilidade politica extraordinária, por causa da relação do Executivo com o Legislativo, o que dá uma segurança juridica. Lá no Brasil, o que for acordado, será cumprido”, afirmou Temer.

Ainda de acordo com o presidente, o governo está “abrindo o mercado brasileiro” para combater o desemprego e buscar a recuperação da economia do país. Ele afirmou ainda que é preciso também retomara a confiança no país.

“Nós estamos abrindo o mercado, universalizando o mercado brasileiro, na convicção de que para combater o desemprego e, portanto, fazer o país crescer, você precisa incentivar indústria, o comércio, os serviços”, disse o presidente.

Ele ainda fez uma crítica a governos anteriores que, segundo Temer, adotaram uma visão “segmetnada” da política externa brasileira. O presidente fez essa observação ao citar para os empresários norte-americanos que os dois países têm, juntos, uma “experiência histórica”.

“Venho para convidá-los a participar dessa nova fase de crescimento do país. Ancorados na ideia, primeiro, da estabilidade política, que já se estabeleceu, segundo na segurança jurídica de todas as contratações e, terceiro, nos potenciais do mercado brasileiro. E na nossa experiência histórica, cortada de uns tempos para cá com uma visão quem sabe um pouco segmentada, um pouco parcelada das relações internacionais”, afirmou Temer.

“O que estamos fazendo é universalizando as nossas relações”, completou o presidente.

Reformas
Temer também falou aos investidores sobre as propostas de reforma em gestação no seu governo, entre elas a da Previdência e a trabalhista.

De acordo com o presidente, o governo está “ultimando as conversas para uma reforma radical no sistema previdenciário” brasileiro. Entre as medidas que podem ser adotadas está a criação de idade mínima para o direito à aposentadoria, tanto para homens quanto mulheres, e que deve ficar em 65 anos.

Temer afirmou aos investidores que o déficit previdenciário “tem sido uma angústia permanente” no Brasil e previu “resistências” à reforma. Entretanto, disse, o governo pretende fazer o “convencimento” sobre a necessidade de mudanças.

Sobre a reforma trabalhista, o presidente disse que a prioridade do governo será garantir que prevaleçam os acordos entre trabalhadores e empregadores nas convenções coletivas. De acordo com ele, o objetivo das mudanças será garantir empregos e também a “arrecadação” do governo.

No início de setembro, causou polêmica uma declaração do ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que, durante encontro com sindicalistas em Brasília, afirmou que a proposta de reforma trabalhista que será encaminhada ao Congresso vai oficializar a carga horária diária de até 12 horas, desde que o trabalhador não exceda o limite de 48 horas semanais.

A mudança nas regras trabalhistas elaborada pelo governo Temer, informou o ministro, manterá a jornada de trabalho de 44 horas semanais, mas irá prever a possibilidade de quatro horas extras, chegando, portanto, a 48 horas na semana.

Nogueira revelou ainda que o projeto contemplará a possibilidade de contrato de trabalho por horas trabalhadas e por produtividade.

Compartilhe agora:

Leia mais em: PoliticaMente


:) Espalhe essa notícia


:) Receba as novas notícias no Facebook


:) Curtir o site




Policial só pode revidar se for alvejado: é o inacreditável ensinamento de palestrante (veja o vídeo)
Coluna: PoliticaMente



Veja a nova lista de empregadores autuados por escravizar trabalhadores, as empresas que Temer concede perdão por nada em troca
Coluna: PoliticaMente



Assessor da PM relata conversa com major pai de aluno que abriu fogo em escola: ‘Está sem chão’
Coluna: Policial



Lula diz que doará bens, se Justiça provar que são seus. Porque não doa os nove milhões?
Coluna: PoliticaMente



Delegado da Polícia Federal Felipe Hayashi manda ‘recado’ bem ‘direto’ para a PGR Raquel Dodge. Se eu fosse a Senhora, escutava…
Coluna: PoliticaMente



Sergio Moro prende mais um na Lava Jato e dá aula no STF. Agora é a vez da Sansung se explicar ao Brasil sobre 2 navios-sondas da Petrobras
Coluna: PoliticaMente



Temer comenta caso em que trabalhadores não tinham salário e nem água: ’nada de mais’
Coluna: PoliticaMente



Temer usa escravidão para comprar votos de deputados financiados por empresas que a praticam
Coluna: PoliticaMente



CADA UM PIOR QUE O OUTRO: Investigador faz lista com 22 escândalos de corrupção de João Doria
Coluna: PoliticaMente



Gentili destrói Maria do Rosário e o PT, com absoluta clareza e coerência. Vale a pena ver o vídeo!
Coluna: PoliticaMente



URGENTE: Rodrigo Maia já tem arma “SUJA” para derrubar e enviar Michel Temer para a cadeia
Coluna: PoliticaMente



Ricardo Boechat pode ser preso a qualquer momento após desacatar ao vivo militar do Exército
Coluna: Comportamento



ESPERANÇA NA HUMANIDADE: Corrente de solidariedade salva baleia encalhada em Arraial do Cabo, no RJ. Grupo trabalhou por pelo menos 19 horas!
Coluna: Coisa Linda, Mundo Animal



ATENÇÃO: WHATSAPP AGORA MOSTRA ONDE VOCÊ ESTÁ, ADEUS PRIVACIDADE: Saiba como desativar a localização em tempo real!
Coluna: Tecnologia



A boa vida do operador. Norton Masera sempre ostentou uma rotina de luxos, cotidiano nababesco, no entanto, está com os dias contados
Coluna: PoliticaMente



‘Não julgue nosso filho e nossa família’, pede mãe de vítima de atirador. Bárbara Melo publicou texto nas redes sociais após o velório do filho, leia.
Coluna: Coisa Linda



Lula diz que será Presidente e fará referendo para revogar reformas do atual governo. Ele também acusou Temer de pretender ‘privatizar’ o Brasil
Coluna: PoliticaMente



SÉRGIO CABRAL VIRA UMA MOÇA DIANTE DE SÉRGIO MORO EM DEPOIMENTO À LAVA JATO
Coluna: PoliticaMente



VÍDEO: Mutirão é realizado para salvar baleia de sete metros e quatro toneladas, encalhada em Arraial do Cabo – RJ. Pelo menos 30 agentes participam
Coluna: Mundo Animal



O BRASIL VAI FICAR MUDO! Risco de ‘caladão’ em 2.051 cidades com crise da Oi, governo avalia falência que afetaria telefonia e internet
Coluna: PoliticaMente



Silêncio das feministas diante de declaração de Ciro de que “falta testosterona” à Marina é muito revelador
Coluna: PoliticaMente



Assassino do Goyases vai poder matar de novo em breve por causa da total impunidade aos menores
Coluna: Policial



Dodge está empenhada na missão de salvar Temer: CALAR A BOCA DE GEDDEL SEM ELE FAZER DELAÇÃO
Coluna: PoliticaMente



Inventário de Marisa Letícia serve apenas para mostrar mais uma fortuna “que não é do Lula”. Veja a lista dos bens de quem veio da pobreza
Coluna: PoliticaMente



A DÚVIDA CRUEL: Por que estamos tão divididos se estamos todos no mesmo barco e ele esta afundando? Será o destino?
Coluna: PoliticaMente



SEM VERGONHAS: Os ministros do TCU, o iate e a mansão de Joesley. Fim de semana regado de mordomias, pago pela JBF
Coluna: PoliticaMente


6813 postagens