Investigados no ‘quadrilhão do PMDB da Câmara’ tentam fugir de Moro e ficar no STF

Quem teve o caso enviado para o juiz Vallisney, de Brasília, também preferem continuar sendo processados no STF

O que o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) e o banqueiro André Esteves têm em comum, além de serem investigados no inquérito que apura a existência de uma organização criminosa que desviou dinheiro público?

Nenhum deles quer que o processo seja enviado para o juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos processos da Operação Lava-Jato na primeira instância. Cunha e Geddel, que estão presos, pedem mais: que o inquérito deles fique parado no Supremo Tribunal Federal (STF) enquanto não acabar o mandato do presidente Michel Temer, que vai até 1º de janeiro de 2019.

Em 31 de outubro, o ministro Edson Fachin, relator do caso no STF, mandou para Moro as investigações relacionadas a Cunha, a Geddel, ao ex-presidente da Câmara Henrique Alves (PMDB-RN) e ao ex-deputado e ex-assessor presidencial Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). Também determinou que tivessem o mesmo destino os “demais não incluídos na denúncia”, caso de Esteves.

Cunha, Geddel e Esteves alegam que os casos deles têm ligação com os fatos que continuam no STF, ou seja, a investigação referente ao presidente Michel Temer e aos ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco.

Assim, devem ficar na mais alta corte do país ou, ao menos, devem ser enviados para a Justiça Federal de Brasília, onde os supostos crimes teriam ocorrido e onde já haveria outras investigações semelhantes. Mas não querem nem ouvir falar de Curitiba.

Em setembro, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou sete políticos do PMDB por organização criminosa: Temer, Padilha, Moreira, Cunha, Geddel, Alves e Rocha Loures. O inquérito é chamado informalmente de “quadrilhão do PMDB da Câmara”. Os casos e Temer, Padilha e Moreira, pelos cargos que ocupam, tinham que passar primeiro pelo crivo da Câmara dos Deputados, que não deu autorização para o prosseguimento da denúncia. Por isso essa parte da investigação está parada.

Na mesma decisão que mandou parte do inquérito para Moro, Fachin determinou que a investigação do empresário Joesley Batista, dono da JBS, e Ricardo Saud, executivo da companhia, por obstrução de justiça seguisse para o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília. Assim como os outros investigados não querem saber de Moro e preferem ficar no STF, os dois também gostariam de permanecer na corte.

Ex-ministro Geddel Vieira Lima foi preso após a PF apreender R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador – Ailton de Freitas / Agência O Globo 08/09/2017 – Ex-ministro Geddel Vieira Lima chega a s

A defesa de Cunha argumentou que as supostas condutas criminosas atribuídas a ele “estão umbilicalmente relacionadas às dos denunciados com foro por prerrogativa de função”.

Depois, concluiu: “Dessa forma, a cisão dos casos evidentemente iria implicar não só prejuízo ao esclarecimento dos fatos, assim como usurpação de competência deste egrégio Supremo Tribunal Federal e desrespeito à negativa de autorização por parte do Congresso Nacional”. Segundo a defesa, esperar até a saída de Temer do cargo para retomar a investigação de Cunha não trará risco de prescrição.

Esteves alegou que as as acusações são inverdades das quais “hoje ninguém duvida”. Assim, pediu primeiramente o arquivamento. Se isso não for possível, aí sim solicita a continuidade da investigação no STF. “Não tendo sido trazido aos autos, ao cabo de quase dois anos de investigação, qualquer indício de participação de André Esteves nesse mal delineado crime de organização criminosa, seu nome deve ser de pronto excluído do rol de investigados”, escreveram os advogados do banqueiro.

A defesa de Geddel disse que as acusações do Ministério Público Federal (MPF) contra ele são absurdas e representam “uma reprovável e infrutífera tentativa de transformar a atividade política, legitimamente exercida por este recorrente, ao longo de tantos anos, investido pelo voto popular, em prática criminosa”.

Continua após a publicidade

Seja o primeiro a compartilhar com seus amigos!


Você não está sozinho aqui!

Leia mais, clique em: PoliticaMente


7499 postagens

Continua após a publicidade

:) Espalhe essa notícia!


:) Receba as novidades no Facebook!


:) Curtir o site!





20 escândalos sexuais que marcaram a carreira de celebridades
Coluna: Comportamento



Gerente da Caixa se senta no chão para atender homem deficiente e foto viraliza
Coluna: Coisa Linda



Americano recebe o maior transplante de rosto da história
Coluna: Tecnologia, Videos



PARTICIPE DO EVENTO ‘Encontro Fraterno com Divaldo Franco’
Coluna: Religiosidade



Beijo transfere 80 milhões de bactérias entre parceiros
Coluna: Comportamento



Filmagem assustadora: Lobisomem é capturado vivo por moradores locais em interior do Brasil
Coluna: Humor



A vida no berço
Coluna: Mundo Animal, Videos



Johnny Depp na mira da justiça: ator pode estar envolvido em assassinato
Coluna: Comportamento, Debate, Pelo Mundo



O maior ciberataque da história está acontecendo agora: hospitais em 74 países do mundo tem que pagar para liberar até ambulâncias. Sistemas de informação e telefonia das instituições foram afetados
Coluna: Tecnologia



Avanço do mar: destruição costeira se alastra no País. Casos estão acontecendo de nordeste a sudeste do Brasil
Coluna: Sobrenatural



Café em SP resolve problemas dos ciclistas com ducha, assistência e estacionamento para bikes
Coluna: Comportamento



Igreja Universal vende chave do céu para deficiente mental
Coluna: Debate



Dinheiro realmente compra felicidade, revela estudo
Coluna: Debate



Holandês cria árvore híbrida que dá mais de quarenta diferentes tipos de frutos
Coluna: Coisa Linda, Tecnologia, Videos



Comitê da Austrália rebate ironia do Prefeito do Rio: “Não queremos cangurus, queremos encanadores”
Coluna: Esportes



NO RIO, Lei da Cachaça já causa polêmica: bares e restaurantes são obrigados a exibir pelo menos 4 tipos de cachaças no cardápio
Coluna: Debate



Médica morre, vai ao céu e relata o que viu! Simplesmente impressionante, leia e repasse
Coluna: Sobrenatural



Autor de perfil falso pede a advogado de Renata Sorrah para não ser processado
Coluna: Comportamento



Árabe rico procura 4 brasileiras para se casar e oferece 90 milhões para cada uma
Coluna: Pelo Mundo



Isso é Karma instantâneo: motorista faz gesto obsceno, mas sofre acidente em seguida
Coluna: Comportamento, Humor, Videos



Nova aparição da NAVE do COMANDANTE ASHTAR na Turquia
Coluna: Sobrenatural



Modelo com perna amputada é eleito o homem mais bonito da Inglaterra; fotos
Coluna: Coisa Linda



HOMEM É RETIRADO À FORÇA DA COPA DO COQUEIRO EM QUE ELE VIVEU POR 3 ANOS
Coluna: Pelo Mundo