Desenhos pré-históricos ‘ignorados’ podem revelar o ‘mais antigo’ código de escrita. Pesquisadora encontrou 32 símbolos que podem ter constituído código de comunicação entre os homens.

Compartilhe agora:

À primeira vista, os rabiscos parecem traços sem importância, como estes das cavernas espanholas conhecidas como Las Chimeneas, que são Patrimônio da Humanidade

São 32 traços que se repetem em diferentes cavernas de toda a Europa. Registros simples: apenas linhas em zigue-zague, pontos, triângulos inacabados, cruzes retorcidas ou algo que lembra figuras geométricas.

Nenhum deles é criação de alguém apressado ou de um mau desenhista: os cientistas acreditam que esse conjunto forma o código de escrita mais antigo de que se tem registro.

Entender os traços está tirando o sono de Genevieve von Petzinger, paleoantropóloga da Universidade de Victoria, no Canadá, responsável por um estudo inédito sobre arte rupestre do período Paleolítico.

O período, também conhecido como Idade da Pedra Lascada, vai de 2 milhões a.C. (época aproximada em que o homem fabricou o primeiro utensílio) até 10.000 a.C..

‘Desenhos ignorados’
“Me interessam os grandes padrões, as possíveis interconexões entre desenhos e regiões”, disse a cientista à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC.

Genevieve von Petzinger passa dias inteiros em grutas de difícil acesso, estudando o que seria um misterioso código da Idade da Pedra (Foto: BBC/D. von Petzinger)Genevieve von Petzinger passa dias inteiros em grutas de difícil acesso, estudando o que seria um misterioso código da Idade da Pedra (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Genevieve von Petzinger passa dias inteiros em grutas de difícil acesso, estudando o que seria um misterioso código da Idade da Pedra (Foto: BBC/D. von Petzinger)

O alcance geográfico do projeto é certamente ambicioso: envolve mais de 350 sítios arqueológicos, “o que não é muito se levarmos em conta que são 30 mil anos de história”.

Além disso, envolve olhar o que antes muitos outros cientistas passaram por cima.

A paleoantropóloga canadense não está interessada nas figuras mais atraentes – os bisões, as cenas de caça, as representações de formas claramente humanas – e sim nos registros que foram classificados como “geométricos” por falta de um termo mais apropriado.

“São os desenhos negligenciados, ignorados”, ri.

Em El Castillo, na Espanha, as linhas vermelhas que se repetem em outras cavernas europeias (Foto: BBC/D. von Petzinger)Em El Castillo, na Espanha, as linhas vermelhas que se repetem em outras cavernas europeias (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Em El Castillo, na Espanha, as linhas vermelhas que se repetem em outras cavernas europeias (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Viagem subterrânea
Esses “desenhos ignorados”, que estão ali desde a Idade da Pedra, são parte de um dos legados artísticos mais antigos do mundo, da fase final do último período glacial na Europa (por isso também chamada de arte da Era do Gelo).

Silenciosos e inexplorados, esses traços podem falar de “uma mudança fundamental nas habilidades dos nossos ancestrais”, diz a cientista. Isso porque a capacidade de articular um código é a mesma exigida para desenvolver uma escrita, como fez o homem moderno.

Em muitos casos, a existência desses símbolos não é nenhuma novidade.

“Mas os inventários (feitos pelos paleontólogos quando vão estudar uma nova caverna) nem sequer dizem que tipo de sinais eles são, os consideram secundários e não fazem comparações.”

Foi assim que, há três anos, a cientista embarcou numa viagem subterrânea, acompanhada do marido fotógrafo.

Acompanhada do marido fotógrafo, Genevieve von Petzinger explora a caverna de Cudon, na região espanhola da Cantábria (Foto: BBC/D. von Petzinger)Acompanhada do marido fotógrafo, Genevieve von Petzinger explora a caverna de Cudon, na região espanhola da Cantábria (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Acompanhada do marido fotógrafo, Genevieve von Petzinger explora a caverna de Cudon, na região espanhola da Cantábria (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Eles passam a maior parte do dia em grutas ou cavernas, até “emergirem” à noite, como ela mesma diz.

Trata-se de um total de 52 cavernas, em muitos casos de acesso dificílimo por causa de condições geográficas ou porque estão nas mãos da iniciativa privada.

Descoberta de uma nova arte
É o caso das cavernas de El Portillo, Santián ou Las Chimeneas, na Espanha, e Niaux e Marsoulas, na França, além de outras na Itália e em Portugal.

A maior parte delas não tem a popularidade das grutas mais “midiáticas” como Chauvet, no sul da França, ou Altamira, no norte do Brasil.

“Em muitas grutas, inclusive, encontramos uma nova arte, que não tinha sido descoberta”, diz Von Petzinger.

“Ninguém se preocupou em registrar estes traços. Quando começamos a fazê-lo, vimos que eles se repetem. Há um padrão.”

O casal catalogou meticulosamente os sinais até chegar a uma espécie de repertório, que se repete nas pedras de diferentes grutas: um total de 32 símbolos.

A pesquisadora fez uma lista com 32 símbolos que se repetem em diferentes sítios arqueológicos - ainda falta decifrar seu significado (Foto: BBC/D. von Petzinger)A pesquisadora fez uma lista com 32 símbolos que se repetem em diferentes sítios arqueológicos - ainda falta decifrar seu significado (Foto: BBC/D. von Petzinger)

A pesquisadora fez uma lista com 32 símbolos que se repetem em diferentes sítios arqueológicos – ainda falta decifrar seu significado (Foto: BBC/D. von Petzinger)

“É realmente interessante verificar que eles são tão específicos, que cada um é muito diferente do outro. Inclusive os mais incomuns se repetem (em outras grutas) de maneira idêntica. As possibilidades de que isso seja uma coincidência são bem pequenas”, afirma a pesquisadora.

Em outras palavras, o que isso significa é que estaríamos diante de um código pré-estabelecido e compartilhado por diferentes grupos do período Paleolítico.

Também sugere, diz ela, que havia conexões entre lugares remotos naquela era pré-histórica.

“Sabemos que na Europa havia uma ativa rede de intercâmbio de populações e isso nos dá um sinal de como era sofisticada a sua estrutura social”, diz a cientista, que em maio deste ano publicou um livro com suas descobertas (The First Signs: Unlocking the mysteries of the world’s oldest symbols, algo como “Os primeiros sinais: desvendando os mistérios dos símbolos mais antigos do mumdo”,ainda não lançado em português).

Na parede da gruta El Castillo, na Espanha, o contorno de uma mão feito com tinta vermelha (Foto: BBC/D. von Petzinger)Na parede da gruta El Castillo, na Espanha, o contorno de uma mão feito com tinta vermelha (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Na parede da gruta El Castillo, na Espanha, o contorno de uma mão feito com tinta vermelha (Foto: BBC/D. von Petzinger)

A pesquisadora acredita que os traços poderiam representar elementos da natureza (Foto: D. von Petzinger)A pesquisadora acredita que os traços poderiam representar elementos da natureza (Foto: D. von Petzinger)

A pesquisadora acredita que os traços poderiam representar elementos da natureza (Foto: D. von Petzinger)

Um código, mas qual o significado?
Como qualquer cientista curioso, Von Petzinger adoraria poder ler para além dos traços e descobrir seus significados.

Por exemplo, poder estabelecer com certeza que uma figura em forma de chave é uma lança e que registros em forma de pena são folhas de árvore.

As linhas em zigue-zague são As linhas em zigue-zague são

As linhas em zigue-zague são “democráticas”: fáceis de desenhar e melhores como ferramentas de comunicação, segundo a pesquisadora (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Mas a pesquisadora admite que essa é uma missão impossível.

“Por mais que desejemos, nunca vamos poder estar na cabeça de pessoas que viveram há 30 mil anos”, diz, rindo.

“Mas se não sabemos o que significam, sabemos que esses traços deveriam ter um sentido. E isso nos é indicado pela sua repetição.”

O que importa, insiste Von Petzinger, é o padrão.

“Não se trata de um código como o egípcio, nem como a escrita cuneiforme (que é a mais antiga língua humana escrita). Não é algo tão organizado. Nesse sentido, nunca vamos poder decifrá-lo, nem temos material de referência para isso.”

O primeiro sistema de escrita conhecido, o cuneiforme, tem cinco mil anos e surgiu onde atualmente é o Iraque. Mas, a exemplo dos complexos hieróglifos egípcios, não faz sentido que tenha aparecido do nada.

Primeiro código humano?
Os traços ordenados por Von Petzinger podem ser um sistema ainda mais antigo de escrita: um “primeiro código humano” inscrito nas rochas das grutas.

O que é inovador nesta descoberta, confirmam os especialistas, é que ela revela as habilidades básicas necessárias para a criação de um sistema de escrita: capacidade de abstração, registro de marcas gráficas e sofisticado uso de símbolos.

“De maneira geral, podemos dizer que os sistemas gráficos desenvolvidos na Europa, na Idade do Gelo, são predecessores dos sistemas de escrita que vêm depois. Não porque determinado símbolo daquela época esteja relacionado com outro símbolo em uma etapa posterior, mas no sentido de que todos são códigos.”

Desenhos que podem ser facilmente reconhecidos, como este cervo, têm atração imediata sobre os pesquisadores afirma Von Petzinger (Foto: BBC/D. von Petzinger)Desenhos que podem ser facilmente reconhecidos, como este cervo, têm atração imediata sobre os pesquisadores afirma Von Petzinger (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Desenhos que podem ser facilmente reconhecidos, como este cervo, têm atração imediata sobre os pesquisadores afirma Von Petzinger (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Emojis pré-históricos
A pesquisadora os compara aos emojis, os ícones da era dos smartphones, que representam um conceito em uma única imagem.

Eles são muito populares nas redes sociais e em comunicações de troca de mensagens instantâneas, como o WhatsApp.

Os emojis foram descritos assim em uma coluna da revista Wired, especializada em tecnologia: “eles poderiam ter sido parte de um dos sistemas gráficos mais antigos do mundo, ou seja, bem mais que símbolos simpáticos no seu celular”.

Primeiro é preciso erradicar a ideia de que os traços das grutas europeias são figuras geométricas, diz a cientista.

“Usamos esta comparação na falta de uma melhor. Mas isso condiciona a maneira como os vemos. Por exemplo, deveríamos pensar que encontramos desenhos de animais e humanos, e nos perguntar: onde está a natureza? Por que nunca pintaram uma árvore ou um rio, que são elementos importantes na vida de uma sociedade coletora-caçadora?”

Genevieve von Petzinger faz medições em uma gruta com desenhos Genevieve von Petzinger faz medições em uma gruta com desenhos

Genevieve von Petzinger faz medições em uma gruta com desenhos “aparentemente geométricos” (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Assim, a hipótese é que as figuras se refiram a coisas que não aparecem de forma óbvia nos desenhos: uma montanha, as estrelas, uma arma…

Não são formas abstratas, como sugere uma análise superficial, mas representações de ideias padronizadas.

Na sua simplicidade, os símbolos também têm outra qualidade: são democráticos, afirma Von Petzinger.

Um 'retângulo com divisões' aparece nas paredes da caverna espanhola El Castillo (Foto: BBC/D. von Petzinger)Um 'retângulo com divisões' aparece nas paredes da caverna espanhola El Castillo (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Um ‘retângulo com divisões’ aparece nas paredes da caverna espanhola El Castillo (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Pesquisadora diz que é preciso parar de olhar esses desenhos como simples figuras geométricas (Foto: BBC/D. von Petzinger)Pesquisadora diz que é preciso parar de olhar esses desenhos como simples figuras geométricas (Foto: BBC/D. von Petzinger)

Pesquisadora diz que é preciso parar de olhar esses desenhos como simples figuras geométricas (Foto: BBC/D. von Petzinger)

“Desenhar um mamute ou um cavalo exige habilidades que poucos têm. Mas um quadrado ou um zigue-zague, qualquer um pode fazer.”

E por serem mais acessíveis, os traços são melhores como ferramenta de comunicação: virtude desejada por qualquer linguagem que se preze.

Mas a paleoantropóloga não se conforma com estas hipóteses e quer mais.

Qual será seu próximo passo na busca de sentido para os desenhos misteriosos?

Entrar, com a ajuda de robôs submarinos, em grutas submersas e inexploradas da costa da Cantábria, no norte da Espanha, para buscar mais signos, mais traços, que joguem luz sobre como o homem moderno aprendeu a escrever.

Compartilhe agora:

Leia mais em: Coisa Linda


:) Espalhe essa notícia


:) Receba as novas notícias no Facebook


:) Curtir o site




Maravilhosa chuva de meteoros será vista amanhã, por volta volta das 2h da manhã. Saiba onde olhar no céu!
Coluna: Coisa Linda, Sobrenatural



EXEMPLO PARA O BRASIL: Catalunha: Marcha reúne 450 mil por independência em retaliação a Rajoy. Enquanto isso o Brasil bebe cachaça!
Coluna: Pelo Mundo



EXEMPLO DE HUMANIDADE: Pai de estudante morto em atentado dentro de escola diz que sociedade tem que perdoar colega que atirou, em Goiânia
Coluna: Coisa Linda



Ana Maria descobre novo câncer e faz cirurgia. Médicos não se manifestam sobre seu estado de saúde
Coluna: Comportamento



ATENÇÃO: arquivo surge ‘do nada’ no PC e coloca privacidade de brasileiros em perigo. Arquivo hbpix.bin é um web beacon
Coluna: Tecnologia



O Facebook vai ser pago? Veja nova taxa da rede social.
Coluna: Tecnologia



REVIRAVOLTA: MP pede internação por 45 dias de adolescente que atirou em colegas em Goiânia. Vídeo mostra desespero de alunos de escola em Goiânia ao fugir de atirador
Coluna: Policial



Advogados de Lula, sem saída, afirmam que Marisa pagava aluguel com dinheiro vivo!
Coluna: PoliticaMente



Tramontina contrapõe-se a Omo, Dove e Avon e lança campanha publicitária tradicionalíssima (veja os vídeos)
Coluna: Coisa Linda, Videos



PF desvenda a linha direta entre Gilmar Mendes e Aécio Neves. Foram pelo menos 46 ligações entre fevereiro e maio de 2017
Coluna: PoliticaMente



Pablo Vittar tem conta do Youtube hackeada e foto de Bolsonaro sem camisa é colocada no perfil.
Coluna: Humor



MAIS DE 451.207 ASSINATURAS. BOLSONARO QUER O FIM DO IPVA – ASSINE A PETIÇÃO AGORA E COMPARTILHE
Coluna: Coisa Linda



Maria do Rosário e Jean Wyllys querem descriminalizar a pedofilia. “Pedófilo tem que ser tratado e não preso”
Coluna: PoliticaMente



Espanha decide dissolver governo, retirar autonomia e remover o presidente da Catalunha
Coluna: Pelo Mundo



[CRÔNICA] O erro do Brasil é sempre fazer o mesmo esperando resultados diferentes. Essa é a mesma definição de ‘loucura’ nos dicionários
Coluna: Comportamento



10 motivos para o Brasil voltar a ser uma monarquia. Entre os 10 países menos corruptos do mundo, 7 são monarquias
Coluna: Debate



Bebê na barriga é gente? Advogada ligada ao PSOL afirma que bebê na barriga da mãe não é uma pessoa e nem tem direito
Coluna: Debate



CONHEÇA 21 PROJETOS DE JAIR BOLSONARO QUE MERECEM SUA ATENÇÃO. Depois não diga que a “cigana” lhe enganou..
Coluna: PoliticaMente



Só perdemos para os Gregos: Brasileiros estão em 2º no ranking de insatisfeitos com própria política, aponta pesquisa.
Coluna: Comportamento



BOICOTE GERAL: Assista o vídeo da Avon com menino vestido de princesa e que tem mais de 85 mil não-curtidas
Coluna: Debate, PoliticaMente



Seis passos básicos contra o bullying: veja do que alunos, pais e escolas precisam para combater a prática
Coluna: Debate



Adolescente, filho de policiais, que matou em escola dois colegas sofria bullying.
Coluna: Comportamento



UM POUCO MAIS DE BRASIL: Ary Filho, apontado como operador financeiro do esquema de Cabral, deixa a cadeia no Rio
Coluna: Policial



A SABOTAGEM DE MAIA: bastidores de como o presidente da Câmara tramou a divulgação da delação de Funaro
Coluna: PoliticaMente



Ministros do TCU que investigavam a JBF passaram fim de semana com esposas na mansão de Joesley
Coluna: PoliticaMente



CARA DURA: Renan: ‘Nunca soube que Geddel era líder, achei que fosse outro’.
Coluna: PoliticaMente



O fim de um velho corrupto – Adeus Lula seu lugar é na Papuda, em cela comum e junto de assassinos
Coluna: PoliticaMente



“O STF abriu a porteira para a tirania do legislativo. Agora eles só vão cumprir o que quiserem. Os políticos se acham donos da democracia”
Coluna: PoliticaMente



Senado Aprova Projeto Que Permite Punir Moro E Outros Juízes Com Até 4 Anos De Prisão
Coluna: PoliticaMente



O que está ruim vai ficar pior ainda, o novo Presidente do STF será Dias Toffoli. Brasil mais fundo no poço….
Coluna: PoliticaMente



Felipão vai processar Governo Federal. Campanha de Temer compara o fracasso do técnico com o fracasso de Dilma
Coluna: Esportes



Tem dinheiro voando!! Existem R$ 2,5 Bilhões sem dono na Suíça e a PF quer saber de quem é. São seus?
Coluna: PoliticaMente



Pressionado pelo PSDB, Temer abre mão de R$ 1 trilhão em impostos de petroleiras do pré-sal
Coluna: PoliticaMente



QUADRILHÃO! Raquel Dodge elimina chances de delação de Geddel e salva Temer
Coluna: PoliticaMente



Bolsonaro promete Sérgio Moro para o Supremo Tribunal Federal (veja o vídeo)
Coluna: PoliticaMente



VIRALIZOU: Honestidade de menino emociona eletricista que foi cortar luz de casa por falta de pagamento
Coluna: Coisa Linda


6778 postagens