Arquivo da categoria: Comportamento

Dona de Pet Shop é espancada após cliente flagrar zoofilia com seu animal – Vídeo mostra as cenas do monitoramento interno do Pet Shop

Uma dona de um Pet Shop foi SURRADA, E COM RAZÃO, após denuncias de funcionários que ela fazia sexo com alguns cachorros de clientes.

M. A. S., de 38 anos, foi presa pela Polícia Militar na tarde de sexta-feira , acusado de zoofilia (praticar sexo com animal).

Um cachorro de médio porte estava sendo maltratado por ela há vários dias.

O crime mais grave foi manter relacionamento sexual com animal.

Ela foi encaminhada ao 2º DP, foi indiciada por crimes de zoofilia e maus tratos a animais, mas acabou liberada e vai responder ao crime em liberdade.

A prisão de M. aconteceu a partir de denúncias transmitidas por vizinhos e à APAAR (Associação Protetora dos Animais de Andradina e Região), que acionou a Polícia Militar.

Uma equipe da PM foi ao local.

Depois do flagrante ela foi encaminhada ao 2º DP, para prestar depoimento, enquanto a cachorro era encaminhada pelos bombeiros a uma clínica veterinária, onde foi diagnosticado indícios do abuso.

Ela terá que passar por tratamento veterinário.

Não vamos mostrar o vídeo por uma questão de humanidade, ninguém merece assistir essa coisa fazendo isso com o cão….

Programa de Fátima Bernardes: o sucesso hoje é o Lixo Cultural… Pão, circo e vulgaridades ao povo!! É disso e para isso que eles vivem!

Horário nobre da televisão aberta.

Aplaudida e elogiada pela “garra”.

Falou tanta ignorância que a certa altura a Fátima teve que chamar o comercial para evitar mais estupidez.

O sucesso hoje é isso…o lixo cultural. Gente que não sabe completar uma ideia, que vive do riso…

para o riso, que se satisfaz com prazer barato, primitivo…

e que por isso continua dominado pelos que adoram vê-los nesta ignorância sem fim. Pão, circo e vulgaridades ao povo!! É disso e para isso que eles vivem!

Estamos dentro de um buraco, soterrados por lama. Só mesmo uma revolução dos costumes poderá nos salvar…mas quando ouço a maioria dos jovens e das crianças – o que são, como pensam, de onde vieram, perco a total esperança no futuro.

Uma menina educada, gentil, legal, que se vista como gente…

não tem espaço nas emissoras.

Não faz sucesso porque sua qualidade agride. Bom é levar quem fala errado, quem fala palavrão e estupidez…

porque estas pessoas têm seguidores, milhares, porque não atraímos os opostos…apenas os semelhantes. Vivemos na era da mediocridade. Eles são muitos… e se deram as mãos.

Minha nave, por favor.

(Texto de Sheila Maria Prates)

VAZOU: Antes da prisão, completamente embriagado, Lula gravou vídeo dizendo que não quis fugir (Veja o Vídeo)

Em vídeo divulgado neste domingo (22) nas redes sociais, o ex-presidente Lula diz que poderia ter fugido, mas ‘preferiu enfrentar os problemas’.

“Primeiro, que eu não tenho medo das denúncias contra mim porque sou inocente. Segundo, poderia ter fugido. Estive na divisa do Paraguai com o Brasil, estive em Foz do Iguaçu, estive do Uruguai e da Argentina, poderia ter saído. Poderia ter ido para uma embaixada”.

No vídeo, Lula ataca novamente o juiz Sérgio Moro, o procurador Deltan Dallagnol e a Rede Globo.

“A Globo é que dá veracidade às mentiras que eles contam.

E resolvi enfrentá-los.

É por isso que estou indo agora para Curitiba e quero pedir muita, mas muita vontade de lutar do povo brasileiro.

Eu estou com a consciência tranquila dos inocentes”, prosseguiu Lula.

Percebe-se claramente, que Lula já estava embriagado no momento da gravação.

Veja o vídeo:

VEJA TAMBÉM:

VÍDEO CONFIRMA QUE LULA BEBIA CACHAÇA DURANTE MISSA: TENTAM TIRAR A GARRAFA DA MÃO DELE, MAS ELE NÃO DEIXA!

Menina de 9 anos é baleada por garoto de 10 após reagir a tentativa de abuso na Bahia

Caso ocorreu na cidade de Teixeira de Freitas, sul do estado. Arma usada pela criança era do irmão, que tem passagem pela polícia, e foi apreendida.

Uma garota de 9 anos foi baleada por um menino de 10 após reagir a uma tentativa de abuso sexual, na cidade de Teixeira de Freitas, extremo sul da Bahia. De acordo com a Polícia Civil, o caso ocorreu na sexta-feira (20), por volta das 19h.

Ainda segundo a polícia, as duas crianças são vizinhas e a menina foi encontrada ferida na casa da madrasta do garoto que atirou, localizada na Rua Projetada, bairro de Tancredo Neves.

A vítima foi atingida na região das nádegas. Ela foi socorrida e levada para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, onde passou por cirurgia e segue internada. Não há detalhes do estado de saúde dela.

A polícia informou que o garoto de 10 anos foi apreendido, levado para a delegacia e ouvido na presença de um representante do Conselho Tutelar da cidade. Após depoimento, a criança foi liberada.

A arma usada para ferir a vítima, uma garrucha, de acordo com a polícia, foi apreendida e pertence ao irmão do menino que atirou. O rapaz, de 17 anos, tem passagens pela polícia por tráfico de drogas e até este sábado (21), não havia sido localizado.

O menino que atirou na garota, segundo a polícia, é órfão de mãe e foi criado pelo pai, com outros seis irmãos. Ele segue com acompanhamento do Conselho Tutelar. A menina baleada mora com os pais. A Polícia Civil informou que vai abrir inquérito para apurar o caso.

As verdades que o Big Brother esconde de você. O auge desse amplo programa de controle se dá com o aniquilamento da consciência histórica

Winston Smith vive num mundo pervertido pelos excessos da economia centralizada. A cidade é Londres. O ano é 1984. Em cada esquina, em cada vitrine e em cada apartamento existe, ao lado da sigla INGSOC (Socialismo Inglês), cartazes com o retrato de um homem sereno, porém austero, conhecido apenas como Big Brother.

“Será que ele existe de verdade?”, pensa Winston. “Será que não é apenas uma invenção do Partido?”

Pouco importa.

A figura está em toda parte e passa a impressão de que tudo vê. “O Grande Irmão zela por ti”, dizem as legendas dos cartazes. É claro que um ser dessa magnitude, mesmo fictício, tem o poder de se materializar na realidade. É o Leviatã, o deus uno e indestrutível, o senhor de todas as consciências.

No mundo desse Big Brother implacável, nada pertence ao indivíduo, a começar por sua vontade. Os passos de todos são monitorados 24 horas por dia. Para isso, o Partido conta com o auxílio de aparelhos tecnologicamente avançados. Parecem televisores, mas Winston sabe que são filmadoras.

Chamam-se teletelas e funcionam como uma linha direta de comunicação entre o Partido e os “cidadãos”. Todas as movimentações políticas, econômicas e militares são detalhadamente transmitidas aos membros do INGSOC. O problema é saber se as informações são verdadeiras.

As energias intelectuais e até mesmo físicas necessárias a qualquer reação são absorvidas por um programa denominado Dois Minutos de Ódio. Todos os dias, os membros do Partido se reúnem diante de imensas teletelas instaladas em prédios públicos para xingar os inimigos do Partido.

O auge desse amplo programa de controle se dá com o aniquilamento da consciência histórica. O Partido mantém um ministério — ironicamente chamado Ministério da Verdade — destinado a eliminar não só os documentos pré-revolucionários, mas toda e qualquer notícia díspar aos pensamentos e às profecias do Grande Irmão.

“Quem controla o passado”, diz o lema do Partido, “controla o futuro; quem controla o presente, controla o passado”.

Está nos planos do Partido a criação e o aprimoramento da Novilíngua. O objetivo é simplificar o idioma. Desta forma, e por consequência, o pensamento e a realidade política simplificam-se também, varrendo das mentes a capacidade de revolta e o desejo de mudança.

Por fim, para que o Partido seja o final feliz da História e para que o Grande Irmão seja eterno, é necessário que haja alguém funcionando como o “culpado por nossa desgraça”. É o caso de um certo Goldstein, tão imaginário quanto o próprio Grande Irmão. É contra ele que são dirigidos os xingamentos dos Dois Minutos de Ódio.

É claro que a história de Winston termina em tragédia. Descobertas as suas dúvidas a respeito do Grande Irmão, é preso e levado aos subterrâneos do Ministério do Amor. Torturado, aceita que “dois mais dois são cinco” e chega a admitir, com sinceridade, que tudo que pensou de mal sobre o Partido era heresia.

“Mas agora estava tudo em paz, tudo ótimo, acabada a luta. Finalmente lograra a vitória sobre si mesmo. Amava o Grande Irmão”.

***

Você acaba de ler um resumo bastante rápido de 1984, romance que George Orwell escreveu para denunciar o estalinismo (preocupação pontual do seu tempo) e lançar uma advertência sobre os perigos das ideologias totalizantes (um temor que assalta a contemporaneidade).

É fácil enxergar as teletelas, a Novilíngua e os Dois Minutos de Ódio como a onipresença digital, a precariedade do ensino e o ódio das redes sociais presentes em nossos dias. Em muitos de seus itens, ao que parece, o romance-profecia se realizou. Mas há uma espécie de “erro” nos capítulos finais do livro. Todos dizem que 1984 é uma das obras mais pessimistas do século XX, mas suspeito que Orwell foi bastante otimista ao mostrar que Winston só se dobrou sob tortura.

O autor sugere com isso que teríamos a capacidade de perceber o engodo à nossa volta e, mesmo que por poucos momentos, pensar com a própria cabeça. Convenhamos, foi muita fé numa humanidade que, de Big Brother, conheceria apenas o programa mais inútil e xexelento de toda a história da TV.

‘Quando é no voto a gente ganha sempre’, diz Lula sobre Gleici, do ‘BBB18’

Além dele, Dilma, Jean Wyllys e outros políticos de esquerda comemoram a vitória da acriana no Big Brother Brasil, da Globo.

Na final contra a família Lima e o sírio Kaysar, Gleici, ex-funcionária pública do Acre, acabou se sagrando a grande campeã do Big Brother Brasil 2018. Ela recebeu muitos parabéns de pessoas da área da política, como a da ex-presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ambos do PT.

Ele está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no capital do Paraná, mas que está cuidando de suas páginas nas redes sociais não deixou de cumprimentar Gleici. A pré-candidata à Presidência da República, Marina Silva (Rede) e pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) também rederam parabéns a acreana.

Todos comemoraram a vitória de Gleici, que é filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT), feminista e ativista de causas sociais.

“Quando é no voto, a gente ganha sempre. Parabéns Gleici!”, publicou o perfil oficial de Lula no Facebook. Já Marina Silva, também em rede social, disse que, para quem anda fazendo piada sobre o Acre, pode começar a parar, porque “o Acre existe, e Gleici mandou bem. Parabéns!”.

Dilma Rousseff, ex-presidente que sofreu impeachment, comentou, também em rede social, que Gleici é uma mulher negra, vinda da periferia, militante do movimento negro e dos direitos humanos, além de ser atuante nas lutas da juventude que busca um futuro melhor.


“Filiada ao Partido dos Trabalhadores, Gleici, a menina acreana que é a cara do nosso povo”, escreveu a petista.

Já Jean Wyllys, em sua rede social, disse que as pessoas querem mesmo é brilhar e têm todo o direito para isso, mas não morrer de fome.

O deputado citou uma frase de Maiakovski e disse que esse trecho é um resumo básico com o que aconteceu envolvendo a vitória da acreana no reality da Rede Globo. Jean também já disputou o Big Brother Brasil tempos atrás e foi o vencedor, além de ter o nome conhecido nacionalmente e entrado para a política a partir daí.

“A Globo é uma emissora muito esperta, não? Sabendo que a audiência da Globo vinha caindo com o boicote dos petistas, o que a Globo fez pra trazer novamente o público petista de volta? Trouxe uma petista e logo se percebe como eles têm controle do seu público”, postou uma seguidora de rede social na postagem de Dilma.

“Uma pessoa em sã consciência percebe a estratégia dessa emissora, parece que o efeito deu certo! Globo manipuladora de mentes. #DesligueAGlobo”, completou a internauta.

“No voto não tem como. Mas o pior mesmo foi a galera votando nessa tal de Gleici e se arrependendo depois quando descobriram que ela era militante do PT.

Impagável!”, escreveu outro seguidor de rede social.

Com a vitória, Gleici ganhou 1,5 milhão de reais, tem um contrato com a Globo e vai poder realizar o sonho de sua família, que era de construir casas para os familiares. Além disso, segundo a acreana, ela também pretende mudar a realidade financeira dos familiares para melhor.

Vale lembrar que Gleici ganhava cerca de 2 mil reais no emprego público onde estava. Ela largou o trabalho para se dedicar ao programa da Globo.

FUNKEIRO Biel é acusado de agredir esposa e vai a julgamento nos EUA, assista o vídeo da briga desse marginal exportado para os EUA

Após a polêmica de assédio envolvendo uma jornalista, o cantor Biel, que mora nos Estados Unidos há cerca de um ano, foi acusado de agredir física e moralmente a mulher, Duda Castro, de 26. A notícia foi dada no Programa Fofocalizando, do SBT, e confirmada pela assessoria de imprensa de Duda a QUEM.

A modelo e Biel são casados oficialmente, mas romperam o relacionamento em março deste ano. A agressão aconteceu no domingo de Páscoa, na casa em que os dois moravam em Los Angeles, após uma discussão. O caso será julgado pela Corte Americana no dia 26 de abril.

Biel também foi agredido por Duda, que alega legítima defesa, com um copo de vidro, levando 13 pontos na testa. Ela teria desmaiado durante a briga e também teria sido atacada pela irmã do cantor, Giovanna, segundo a sua assessoria de imprensa.

Duda Castro (Foto: Arquivo pessoal)

Mesmo com hematomas no rosto e no corpo, a modelo foi presa e afirmou ao Fofocalizando, “que foi um plano arquitetado por Biel e os amigos”. A preocupação do funkeiro era sua legalização no país, já que poderia perder o Green Card por causa do divórcio.

“Ele me conquistou aos poucos, mas veio morar comigo nos Estados Unidos no segundo mês de namoro, quando sua equipe sugeriu que ele sumisse, por conta dos escândalos de assédio que ele vivia no Brasil. Logo em seguida me pediu em casamento para se legalizar nos Estados Unidos, fato assumido por ele no último mês do matrimônio. Sofri nos últimos 7 meses tudo quando foi tipo de violência verbal, sexual e psicológica”, contou ela.

“Ele me abandonou diversas vezes, me traiu, me afastou dos meus amigos, me manteve dormindo no chão de casa nos últimos meses e, muitas vezes, sem comida. Sofri muita humilhação. Me chamava de esposa e dizia para os outros que estávamos separados. Me prendia do lado de fora de casa enquanto estava na balada com outras mulheres. Fui ao meu limite na Páscoa e acabei tendo uma terrível briga com ele. Estou destruída e pesando 45 quilos. Só quero minha alegria de viver de volta”, desabafou a modelo.

Além das agressões físicas e morais, Duda acusa Biel de maus-tratos aos animais. O funkeiro teria deixado as duas gatas, que ela tinha com ele, trancadas cinco dias dentro do apartamento, sem comida e sem bebida. Ao tomar ciência dos fatos, a jovem e a mãe teriam acionado o órgão de controle animal nos Estados Unidos para resgatar os bichos e encontraram o imóvel em situação deplorável, além dos bichinhos de estimação famintos e com sede.

Biel e sua irmã Giovanna mostram hematomas (Foto: Reprodução/Instagram)

BIEL SE DEFENDE
Pouco depois de a reportagem ir ao ar, Biel fez uma série de vídeos no Instagram se defendendo. “Acabei de acordar e estou vendo tumulto, gente que não sabe o que está falando. Eu não quero mais esse assunto na minha vida. Estou com cicatriz no meu rosto porque semana passada eu recebi 13 pontos porque a Eduarda não quis aceitar nosso processo de divórcio, não ajudou, não está ajudando até agora, está sumida, não assina os papéis que tem que assinar. E não contente ela fez isso aqui. Você não faz isso com uma pessoa”, disse ele, que na sequência divulgou o vídeo da briga, no qual Duda grita com ele e joga um objeto de vidro. “Eu paguei tudo pra você, fiz tudo para você ficar aqui, fiz tudo, seu filho da p…”, grita a modelo durante a discussão, em inglês.

“É forte. O vidro quebrou na minha cara. Se eu tenho andado mais desaparecido que o normal é porque desde que voltei com meu visto de trabalho do Brasil a Duda tem agido insanamente. Ela está desesperada, fazendo o que resta a ela, que é botar a boca no trombone, é a última maneira de chamar a atenção”, falou.

“Depois que ela jogou o vidro, viu que estava filmando, ela foi para cima da minha irmã, brigou, rolou no chão com ela. Minha irmã teve que abrir mão da estadia aqui e voltar para o Brasil. E vi a Eduarda sair de casa com algemas, ficou 24 horas na delegacia e ela tem uma ordem de restrição e não pode chegar perto de mim em 5 anos. Eu queria poder falar com ela, resolver tudo, mas não sei se quero falar com uma pessoa que fez isso comigo. Eduarda, para porque eu não queria vir aqui fazer isso, mas eu não quero você tentando acabar com a minha vida. Vai viver sua vida, por favor. Vamos ser feliz. Minha vida virou do avesso, saí da casa onde eu estava, não tive o que fazer” (sic).

BRIGA COM MC KEVINHO
Em dezembro, Biel foi assunto nas redes sociais após brigar com Mc Kevinho,quando o funkeiro assumiu o namoro com Flávia Pavanelli, ex-namorada do cantor. Biel comentou em uma foto do casal e recebeu algumas respostas.

“Alguém pode me dizer por que isso é tão engraçado?”, escreveu ele em inglês. “Você não se cansa de fazer merda pra se afundar sozinho? Vou te mostrar como se trata uma mulher e como se faz um hit rs #Difunto (sic)”, comentou Kevinho. Duda Castro também se envolveu na polêmica e defendeu o então namorado da época.

Duda Castro (Foto: Reprodução/Instagram)
Duda Castro (Foto: Arquivo pessoal)
Biel e Duda Castro (Foto: Reprodução / Instagram)
Biel e Duda Castro (Foto: Reprodução / Instagram)
Biel e Duda Castro (Foto: Reprodução / Instagram)

“Meu corpo é incrível”, diz homen trans esperando bebê. No último mês de gravidez, Trystan Reese é como qualquer outra gestante…

último mês de gravidez, Trystan Reese é como qualquer outra gestante: está ansioso pela chegada do filho, está com dor nas costas e precisa fazer xixi a cada poucos minutos. Mas ao contrário da maioria das gestantes de primeira viagem, Reese é um homem transgênero.

Reese, de 34 anos, e o marido, Biff Chaplow, de 31 anos, vivem na cidade de Portland, no noroeste dos Estados Unidos, e têm dois filhos adotivos. O novo bebê deve chegar no próximo mês de julho. “Conforme a gravidez avançava, ficava mais e mais óbvio que ele não era só um cara com uma barriga de cerveja”, brinca Chaplow.

Para “afastar qualquer negatividade” de estranhos, o futuro papai costuma usar várias camadas de roupas em locais públicos, como supermercado, ônibus e trens. A equipe médica que está trabalhando com o casal também passou por treinamento específico para dar o melhor atendimento à família.

Mesmo assim, o casal ainda recebe comentários indelicados e negativos, especialmente pela internet. “Vemos que por trás da anonimidade, as pessoas se sentem empoderadas para nos dizer o que deveria acontecer com a gente, com nossos filhos e com nossa família. A razão pela qual você quer ter um filho é por que você quer ver mais amor no mundo, e lembrar como isso vai ser difícil é complicado”, diz Reese.

 “Não tenho problemas em ser um homem com útero”

Apesar de se identificar com o gênero masculino, Reese manteve suas “partes originais”, como ele mesmo descreve. Ele diz que nunca quis mudar o seu corpo. “Acho meu corpo incrível. Sinto que é um presente ter nascido com o corpo que nasci, e fiz as mudanças necessárias para poder continuar vivendo nele, tanto com hormônios como com outras modificações corporais”, explica ele em um vídeo postado no Facebook.

Eu não sinto que estou fazendo algo que é para mulheres, sinto que estou fazendo algo que geralmente as mulheres fazem, mas que alguns homens fazem também”, explica ele. “Não tenho problemas com meu corpo trans. Não tenho problemas em ser um homem que tem um útero e que tem a capacidade de carregar um bebê. Não sinto que isso me torna menos homem”.

Reese e Chaplow são pais adotivos desde 2011, e queriam passar por uma gestação saudável e responsável. “Nos encontramos com a melhor equipe médica que pudemos achar e descobrimos como fazer isso de forma segura”, explica Reese.

Para engravidar, Reese teve que parar de tomar testosterona. Infelizmente, a primeira tentativa acabou em aborto espontâneo no primeiro trimestre da gestação, em 2016. Enquanto outros casais receberiam a recomendação de aguardar alguns meses antes de tentar novamente, o casal de Portland passou a tentar imediatamente, para Reese não ter que recomeçar o tratamento com testosterona e depois voltar a interrompê-lo. Em pouco tempo, outra gestação teve início, dessa vez sem intercorrências.

Gestação comum

Reese conta que sua gestação é bastante comum, com todas as experiências que outras gestantes têm, como falta de energia, azia depois de comer e desejos no meio da noite. Seu desejo mais recorrente é de batata frita do McDonald’s.

Conforme a data da chegada do pequeno se aproxima, o casal prepara os outros filhos para a chegada do irmãozinho. “Eles não estão empolgados para dividir o tempo dos pais com a nova criatura, mas estão empolgados para ser irmão e irmã mais velhos”, diz Reese.

VÍDEO CHOCANTE! Modelo famosa do Instagram chocou o mundo ao ser flagrada surrando filhote de cão no elevador

O que muitos donos de animais ainda não sabem é que o comportamento de um cachorro será sempre um reflexo da educação, tratamento e cuidados que recebeu.

Sendo assim, quando assumimos o compromisso de aceitá-los dentro casa, devemos estar cientes de que é uma espécie de acordo para toda a vida. Isto é, a partir de então, seremos responsáveis por amá-los, alimentá-los e cuidar da saúde e bem-estar.

O problema, no entanto, é que muitas pessoas ainda não entenderam esse tipo de laço criado, de modo que o rompem quando começam a maltratar o animal. A exemplo disso temos Keevonna Wilson, uma modelo que até o ano de 2017 fez muito sucesso no Instagram. No entanto, sua fama foi por água abaixo quando ela foi flagrada por uma câmera de segurança agredindo um filhote de cachorro.

A câmera, colocada no elevador do prédio em que morava na Flórida, capturou o momento em que ela entra com o animal e em seguida começa a chutá-lo brutalmente. Aparentemente, ela já estava irritada no momento em que entrou no elevador, tal é que o cachorro permanece amedrontado e encolhido no canto. O animal, visivelmente desorientado, continua a apanhar quando as portas do elevador se fecham.

O vídeo, que viralizou na internet, chegou à polícia de Aventura, na Flórida, provocando a prisão da modelo. Ela foi libertada e acusada de crueldade animal, e teve sua conta deletada no Instagram.

No entanto, antes de se retirar da rede social, foi hostilizada por alguns usuários, que expressavam suas opiniões em forma de comentários: “O Instagram deveria excluir sua conta e acabar de vez com sua carreira”, escreveu um deles.

O Instagram precisa excluir Keevona Wilson como o lixo que é por ela ter batido em seu cachorro”, escreveu outro.

“Espero que alguém encurrale você em um canto e chute sua cabeça, assim como fez com seu cachorro”, escreveu um terceiro usuário da rede social.

O cão, por outro lado, que foi atendido por um veterinário, apresentou hematomas no abdômen e orelha. Ele foi tratado e entregue à adoção, de modo que já encontrou uma nova família – para a alegria dos ex-seguidores Keevonna Wilson.

Como as iranianas vestiam-se antes da revolução islâmica, na década de 70? Surpreenda-se!

O Irã, antes da revolução islâmica de 1979, era um país muito diferente do que vemos na atualidade. Por muito tempo, o país foi pró-ocidental, permitindo uma certa quantidade de liberdade cultural.

Na década de 1970, o xá Reza Pahlevi governava o Irã, concentrando seus poderes em um pequeno círculo de amigos e aliados políticos. Ele estava no poder desde 1940, ignorando problemas sociais do país. A economia também era fraca, mas o maior problema era o modo autoritário.

Porém, ele possuía muita afinidade com o Ocidente, revoltando seus opositores conservadores, como o aiatolá Ruhollah Khomeini. O líder religioso da oposição vivia exilado em Paris e mesmo assim comandou forças de oposição ao governo. Seu maior objetivo era recuperar os valores religiosos e tradicionais do islamismo. Em 1979 ele conseguiu voltar ao Irã, já organizando movimentos revolucionários.

Aconteceram, assim, muitos protestos violentos e greves, piorando ainda mais economia iraniana. Então, logo o xá Pahlevi foi deposto do poder, com o Irã tornando-se, declaradamente, uma República Islâmica. Essa Revolução Islâmica mudou totalmente a estrutura social do país, e novas doutrinas foram instituídas. A democracia prometida virou um Estado teocrático cruel e perseguidor.

Desta forma, castigos corporais foram autorizados, a pena de morte era legalizada contra os defensores do xá, prostitutas, homossexuais, marxistas e judeus. Além disso, hábitos ocidentais como vestuário, minissaias, maquiagem, música, jogos e cinema foram condenáveis. Desde então, o país vive com seus costumes recatados e opressores às mulheres.

Por mais que possa parecer chocante, as mulheres que viveram antes da Revolução tinham uma abordagem muito moderna e avançada, quando se tratava de moda. Elas vestiam-se de forma ousada, com vestimentas até hoje utilizadas no Ocidente.

Confira abaixo algumas imagens raras encontradas em revistas velhas do Irã, dando uma ideia aproximada do que uma mulher poderia usar naquele período. Hoje, o código de vestimenta das mulheres no Irã é muito mais conservador, precisando cobrir seus cabelos, pescoço e braços.

No entanto, as mulheres iranianas são geralmente elegantes e tendem a escolher roupas coloridas, ainda mostrando que a moda permanece no sangue de quem, no passado, podia ser livre.

01-roupa-de-mulheres-iranianas-na-decada-de-70

02-roupa-de-mulheres-iranianas-na-decada-de-70

03-roupa-de-mulheres-iranianas-na-decada-de-70

05-roupa-de-mulheres-iranianas-na-decada-de-70

06-roupa-de-mulheres-iranianas-na-decada-de-70

07-roupa-de-mulheres-iranianas-na-decada-de-70

08roupa-de-mulheres-iranianas-na-decada-de-70

09-roupa-de-mulheres-iranianas-na-decada-de-70

 

 

Lula preso na PF mandou mensagem dramática a aliados: ‘Por vocês valerá a pena morrer’, diz o prisioneiro da Lava Jato

Lula prisioneiro da Lava Jato mandou uma dramática mensagem nesta quarta-feira, 18, a seus aliados que, por sua liberdade, permanecem acampados em Curitiba. “Se eu não tivesse feito nada na vida e construído com vocês essa amizade, já me faria um homem realizado. Por vocês valeu a pena nascer e por vocês valerá a pena morrer.”

“Vocês são o meu grito de liberdade todo dia. Se eu não tivesse feito nada na vida, e tivesse construído com vocês essa amizade, já me faria um homem realizado. Por vocês valeu a pena nascer e por vocês valerá a pena morrer.

Luiz Inácio Lula da Silva” O vice-presidente do PT, Márcio Macedo, lê em Curitiba uma mensagem de Lula.

O recado do ex-presidente, prisioneiro da Lava Jato desde 7 de abril – a pena a ser cumprida é de 12 anos e um mês de reclusão, apenas no processo do triplex do Guarujá – foi lido para os manifestantes pelo vice-presidente do PT, Márcio Macedo.

A saudação de Lula. “Queridos e queridas, companheiras e companheiros, vocês são o meu grito de liberdade todo dia.”

Ainda estão em curso contra o petista seis processos, dois deles nas mãos do juiz Sérgio Moro, os outros quatro na Justiça Federal em Brasília.

Raquel Dodge dá lição no Ministro Gilmar Mendes e diz: “ele fez tudo errado”. Veja a lista dos absurdos do ‘Ser Supremo’

O ministro Gilmar Mendes abriu inquérito no Supremo Tribunal Federal para apurar irregularidades no transporte do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) da cadeia pública de Benfica, no Rio de Janeiro, para o Instituto Médico Legal, no Paraná. Cabral foi algemado e metido num camburão, o que revoltou Gilmar.

A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, pediu ao tribunal que arquive o inquérito – e ao fazê-lo, deu uma lição de Direito ao ministro. Ensinou-lhe pelo menos quatro coisas:

+ A lei não permite que um ministro determine a abertura de inquérito sem que isso tenha sido pedido pelo Ministério Público;

+ Gilmar não tinha poder para se denominar relator do inquérito porque não foi escolhido por ninguém, nem mesmo sorteado para isso;

+ Só a presença de autoridade com foro privilegiado poderia determinar a abertura de investigação no Supremo, e esse não é o caso de Cabral;

+ Já existe um inquérito aberto no Paraná que apura eventuais abusos cometidos no transporte de Cabral.

Não há sinais de que Gilmar aprenderá a lição. Ele já marcou depoimento de Cabral para amanhã na sede do Tribunal Regional Federal da Segunda Região, no Rio.

Atualização das 12h42m – O ministro Gilmar Mendes telefonou a este blog para dizer o seguinte a propósito da nota acima:

1. Há precedentes no Supremo Tribunal Federal no caso da abertura de inquéritos sem que tenham sido pedidos pela Procuradoria Geral da República. Ele não inovou, embora pudesse fazê-lo.

2. Há 4 meses que se arrasta o inquérito aberto em Curitiba para apurar se o ex-governador Sérgio Cabral foi vítima de abuso das autoridades, e até aqui não deu em nada. “É tão simples apurar se houve ou não abuso. Por que tanta demora?” – pergunta.

3. Defender os direitos de quem se gosta é fácil, observa o ministro. Difícil é defender os direitos de quem não se gosta. “Se tolerarmos abusos, estaremos a um passo da instalação de um Estado policial”, adverte Gilmar.

Major Olímpio, correligionário de Jair Bolsonaro inicia ação contra Gleisi por vídeo em defesa de Lula e já foi protocolada na PGR

A PGR pode partir para o pescoço da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) graças a uma ação protocolada pelo estridente Major Olímpio (PSL-SP).

Nela, o correligionário de Jair Bolsonaro pede que seja instaurado uma investigação contra a petista por um vídeo seu veiculado na rede de televisão árabe Al Jazeera em que pede apoio ao ex-presidente Lula.

No vídeo, Gleisi denuncia ao “mundo árabe” a situação de Lula. É o suficiente para o deputado. Para ele, a senadora atentou contra a Segurança Nacional.

Entenda a confusão em torno da entrevista de Gleisi à Al Jazeera

Vídeo da presidente do PT para a emissora do Catar com defesa de Lula gerou reação de senadora do PP e pedido de investigação por deputado do PSL

Um vídeo gravado pela senadora e presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR), à TV Al Jazeera, do Catar, causou polêmica nas redes sociais e no Congresso nesta quarta-feira (18) (veja acima). Na mensagem, Gleisi se dirige “ao mundo árabe” para reverberar a cantilena petista de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “foi condenado por juízes parciais em um processo ilegal” e é um “preso político”.

Nomeada por Lula sua porta-voz enquanto ele está encarcerado em Curitiba, a presidente do PT também faz as costumeiras críticas à imprensa, especificamente à TV Globo, à qual ela atribui “uma campanha de mentiras contra Lula”. “A Globo está pressionando o Judiciário brasileiro a não conceder a liberdade a Lula, apesar de ela estar prevista na Constituição”, diz Gleisi, sem dizer a qual artigo da Carta Magna faz referência.

Ainda conforme a petista, que cita a liderança de Lula nas pesquisas eleitorais à Presidência da República, “o objetivo da prisão ilegal é não permitir que Lula seja candidato”. “Há manifestações todos os dias em todos os lugares do país e há mais de uma semana nós estamos acampados em frente à Polícia Federal onde Lula está preso. Em todo mundo há manifestações de solidariedade ao ex-presidente e pedidos pela sua liberdade. Convido a todos e a todos a se juntarem conosco nessa luta”, conclui Gleisi Hoffmann.

O vídeo viralizou no WhatsApp entre detratores de Gleisi e do PT, compartilhado como “fato gravíssimo” e “urgente”. “Vejam só que eles estão recorrendo até aos muçulmanos para defender o Lula”, diz uma das mensagens. “Esse canal é Al Jazeera, mídia do Qatar, financia inúmeros grupos terroristas. É totalmente antissionista mas mesmo assim tem sede em Israel”, teoriza outra.

Dois dos receptores das mensagens com o vídeo foram o deputado federal Major Olímpio (PSL-SP) e a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS), que decidiram reagir à fala de Gleisi Hoffmann alguns (muitos) tons acima, ecoando a paranoia propagada pelo WhatsApp.

Tão exagerado quanto sedento por holofotes, Olímpio não perdeu tempo e foi direto às vias oficiais. Bateu às portas da Procuradoria-Geral da República (PGR) para protocolar um pedido de investigação contra a presidente do PT com base na Lei de Segurança Nacional, conforme informou o Radar.

Já Ana Amélia usou o microfone (veja abaixo). Na sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado nesta quarta-feira, a parlamentar gaúcha disse esperar que o vídeo de Gleisi “não tenha sido para convocar o Exército Islâmico pra vir ao Brasil fazer as operações de proteção ao partido que perdeu o poder e agora parece ter perdido a compostura e o respeito e o apoio popular”.

Em resposta à colega no plenário do Senado, Gleisi atribuiu a reação de Ana Amélia a “xenofobia” e “desvio de caráter”. Ressaltando que deu entrevistas à britânica BBC, à espanhola EFE, à portuguesa SIC Portugal e à francesa France Presse a respeito da prisão de Lula, a petista declarou que “o incômodo com essa entrevista com aquela senadora do Rio Grande do Sul que veio à tribuna falar a este respeito não foi com o conteúdo da minha fala, mas com o veículo de comunicação onde ela se deu.

Só posso reputar isso à ignorância, ao preconceito, à xenofobia contra o povo árabe. Aliás, mais do que isso, chega a ser má fé, desvio de caráter”.

Veja o vídeo:

O POVO EXIGE A PRISÃO! Em flagrante delito por violação à Lei de Segurança Nacional, passou de todos os limites do bom senso

A Senadora Gleisi Hoffmann se encontra, atualmente, em FLAGRANTE DELITO, por violar a Lei de Segurança Nacional (Lei nº. 7.170/83).

Fundamental destacar que a Senadora violou 7 (sete) dispositivos da referida Lei, ao propagar o que propagou no vídeo que segue, gravado para a TV Al-Jazeera.

São os dispositivos violados da citada Lei:

=> Art. 8º – Entrar em entendimento ou negociação com governo ou grupo estrangeiro, ou seus agentes, para provocar guerra ou atos de hostilidade contra o Brasil.

Pena: reclusão, de 3 a 15 anos.

Parágrafo único – Ocorrendo a guerra ou sendo desencadeados os atos de hostilidade, a pena aumenta-se até o dobro.

=> Art. 10 – Aliciar indivíduos de outro país para invasão do território nacional.

Pena: reclusão, de 3 a 10 anos.

Parágrafo único – Ocorrendo a invasão, a pena aumenta-se até o dobro.

=> Art. 16 – Integrar ou manter associação, partido, comitê, entidade de classe ou grupamento que tenha por objetivo a mudança do regime vigente ou do Estado de Direito, por meios violentos ou com o emprego de grave ameaça.

Pena: reclusão, de 1 a 5 anos.

=> Art. 17 – Tentar mudar, com emprego de violência ou grave ameaça, a ordem, o regime vigente ou o Estado de Direito.

Pena: reclusão, de 3 a 15 anos.

Parágrafo único. – Se do fato resulta lesão corporal grave, a pena aumenta-se até a metade; se resulta morte, aumenta-se até o dobro.

=> Art. 18 – Tentar impedir, com emprego de violência ou grave ameaça, o livre exercício de qualquer dos Poderes da União ou dos Estados.

Pena: reclusão, de 2 a 6 anos.

=> Art. 22 – Fazer, em público, propaganda:

I – de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social;

=> Art. 23 – Incitar:

I – à subversão da ordem política ou social;

II – à animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis;

III – à luta com violência entre as classes sociais;

IV – à prática de qualquer dos crimes previstos nesta Lei.

Pena: reclusão, de 1 a 4 anos.

Se o Brasil for um país sério, Gleisi Hoffmann deve ser cassada e presa por violação à Lei de Segurança Nacional.

As violações acima elencadas passam muito ao largo, deveras, e com o perdão do pleonasmo, anos-luz de serem consideradas caso a ser apreciado por Juizados Especiais, leia-se, “pequenas causas”.

É algo gravíssimo!

Tratam-se de verdadeiros acintes às Instituições Republicanas deste país, ao Estado Democrático de Direito, a Ordem e, em especial, as autoridades legalmente constituídas.

Homem fica seis dias pelado no quintal para dar ‘lição’ a vizinhos

O fotógrafo James Penlidis ficou revoltado com o que classifica de “invasão de privacidade”.

E, então, o morador de Bentleigh, subúrbio de Mlebourne (Austrália), decidiu dar uma “lição” aos vizinhos.

Durante seis dias, ele pintou a casa, andou de bicicleta e fez exercícios como veio ao mundo. O objetivo da nudez era ficar bem visível aos moradores do lado.

James Penlidis sobe em escada para pintar a parte mais alta da casa em Melbourne
James Penlidis sobe em escada para pintar a parte mais alta da casa em Melbourne Foto: Reprodução/James Penlidis

Tudo porque, de acordo com relato de James, a Prefeitura lhe havia assegurado que uma das fachadas da casa vizinha deveria ter janelas com vidro fosco. Mas os moradores não cumpriram o determinado.

“Muitos mentiram para mim, a Prefeitura, os construtores, os técnicos… Então pensei: Se eles querem algo para ver, vou dar a eles algo”, comentou o peladão, segundo o “Metro”.

Foi uma espécie de guerra psicológica.

E James venceu: ao fim dos seis dias, as janelas do vizinho ganharam vidros foscos!

As janelas da discórdia
As janelas da discórdia Foto: Reprodução/Facebook(James Penlidis)

DETONOU A SÉRIE! ‘Abusaram da liberdade criativa’, diz Moro sobre a série ‘O Mecanismo’

Os passageiros do voo 4156 da Azul de Porto Alegre para Curitiba já estavam acomodados quando uma das aeromoças disse a um passageiro da segunda fileira que iria colocar a bagagem dele em outro local no fundo do corredor da aeronave.

“Vamos ter que colocar aqui a mala do juiz”, explicou. Foi nesse momento que Sério Moro entrou no avião e se acomodou no assento da janela na primeira fileira. Ele não circulou pelo setor de embarque antes.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, que estava na poltrona do corredor ao lado de Moro, tentou então uma abordagem, quem sabe uma entrevista exclusiva, mas o juiz disse que precisava trabalhar.

O lugar ao seu lado ficou vago, apesar do voo estar quase lotado. Ao perceber quem era o “juiz”, o passageiro assentiu com cabeça e afirmou, dirigindo-se a Moro: “O sr fez muito pelo Brasil”.

No dia anterior ele havia feito duas palestras na capital gaúcha para mais de 2.000 pessoas e com transmissão ao vivo pela internet. Seu rosto estava na capa de todos os jornais locais e nacionais dos passageiros a bordo.

No Fórum da Liberdade ele elogiou a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, por ser discreta e não falar com a imprensa.

No trajeto de pouco mais de 50 minutos até Curitiba e poucas horas antes do interrogar Marcelo Odebrecht, Moro se dividiu entre a leitura de inquérito e do livro “Exellent Cadavers”.

A obra de Alexander Stille aborda a luta do magistrado italiano Giovanni Falcone contra a máfia até seu assassinato, em 1992. “Estou lendo pelo segunda vez”, disse Moro ao ser questionado pelo repórter sobre o que estava achando da obra.

Depois de tomar uma Coca-Cola e comer um salgado e uma saco de balas de goma em forma de avião, o juiz deixou o livro de lado. Foi a deixa para uma segunda tentativa: o que achou da série “O Mecanismo”?

“Abusaram da liberdade criativa na série, mas eu de fato ia de bicicleta de vez em quando”. Ao ser questionado se achou o ator parecido com ele, apenas sorriu, encabulado, e balançou a cabeça negativamente. Após a aterrissagem, Moro tentou cruzar o corredor da aeronave em busca da mala do sr que cedeu espaço.

Ao perceber que seria impossível, pediu ao comissário que fizesse isso para sua mochila. Foi então que outro passageiro se aproximou: “O Brasil inteiro está orando pelo sr”. Moro sorriu, agradeceu e saiu da aeronave antes dos demais passageiros.

Foi recebido no corredor de desembarque por dois seguranças que o seguiram até a saída. No caminho, parou em uma loja e comprou duas revistas, uma delas com o seu rosto na capa. No trajeto até a caminhonete branca em que embarcou não foi abordado nem hostilizado.

Parecia um passageiro como outro qualquer quando entrou no veículo e foi seguido por outro carro de sua escolta.

‘Acabou a carreira dele’, diz Silvio Santos sobre Datena e fala mais: ‘Tem artista que é assim, quando tá no ápice, resolve cair pra não levantar mais’

Silvio Santos aproveitou seu programa no último domingo, 15, para criticar o apresentador Datena, que trocou os programas policiais para apresentar o Agora É Com Datena, novo dominical da Band.

Após o humorista Alexandre Porpetone fazer uma imitação de Datena durante o quadro Jogo dos Pontinhos, Silvio comentou: “O Datena agora vai fazer programa no domingo, onde é que já se viu? E vai deixar o filho no lugar dele. Acabou a carreira do Datena. Fazer programa de domingo e deixar o filho no lugar dele na Band, acabou a carreira dele.”

“Tem artista que é assim: quando tá no ápice, resolve cair pra não levantar mais. Onde é que já se viu, o Datena fazer programa no domingo, e concorrer com os outros programas no domingo?”, prosseguiu, ‘inconformado’.

Silvio ainda fez uma referência ao Quem Fica em Pé, programa que Datena apresentou há cerca de cinco anos, mas que não durou muito tempo: “Ele fez o programa de jogar no buraco, lembra? Foi um fracasso.”

Lívia Andrade, uma das participantes, tentou alfinetar o patrão: “Por que o Datena não pode deixar o filho apresentando o programa no lugar dele? Você também coloca suas filhas pra apresentar no seu lugar.”

Silvio, porém, rebateu: “Mas eu coloco as minhas filhas porque eu sou o dono! E ele não é o dono, tá legal? A Band não é do Datena, ele ainda não conseguiu comprar. Ele precisa se conformar e fazer o que ele faz.

Domingo ele pode fazer também, porque vai ganhar um pouco mais, agora, colocar o filho no lugar dele? Onde é que já se viu?!”

Stédile extravasa a delinquência, anuncia invasões e chama o ministro Fachin de traidor

O líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, João Pedro Stédile, era o acompanhante do meliante José Dirceu na noite desta segunda-feira (16), no evento realizado no Sindicato dos Servidores Públicos Federais, em Brasília.

Enquanto Zé usou a sua fala para agredir o juiz Sérgio Moro. Stédile atacou o ministro Edson Fachin.

Ele teve a pachorra de chamar Fachin de ‘traidor’.

Stédile também mandou avisar que vai invadir fazendas para exigir a soltura de Lula.

Noutras palavras, vai cometer crimes para exigir a soltura de um criminoso.

A petulância é incomensurável.

Procurador da Lava Jato resolve falar e ’empareda’ Gilmar Mendes com revelação bombástica

Carlos Fernando dos Santos Lima se manifestou a respeito do papel desempenhado pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo, com fortes críticas a ele.

Um dos mais respeitados e destacados procuradores do Ministério Público Federal e membro integrante da maior operação anticorrupção de toda a história contemporânea do Brasil, a Operação Lava Jato, promotor Carlos Fernando dos Santos Lima, se manifestou energicamente em relação a um dos mais controversos e polêmicos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.

O procurador da Lava Jato Carlos Fernando se expressou por meio de suas redes sociais a respeito do magistrado mato-grossense.

Manifestação de Carlos Fernando atinge Gilmar Mendes
Durante sua manifestação nas redes sociais, o procurador Carlos Fernando foi enfático ao afirmar que “um dos maiores problemas enfrentados por ministros que compõem o Supremo Tribunal Federal (STF), trata-se da incapacidade verificada em alguns ministros em desapegar do poder, já que comentam sobre contenção de empoderamento da primeira instância, porém, sabem que isso somente ocorrerá com a diminuição do poder imperial que possuem”.

O promotor foi ainda mais longe ao relacionar o papel desempenhado pelo ministro Gilmar Mendes, que de acordo com Carlos Fernando não seria benéfico a Operação Lava Jato. Carlos Fernando afirmou ainda que “bastaria ver o abuso do ministro Gilmar Mendes em desejar abrir uma suposta investigação relacionada a um fato que não faz parte da alçada do Supremo Tribunal Federal, já que ele quer ser o inquisidor geral da República”.

As críticas do representante do Ministério Público Federal no Paraná ocorrem, justamente, após o episódio recente em que o ministro Gilmar Mendes teria solicitado a seis órgãos públicos que investigassem “eventuais irregularidades” relacionadas ao processo que garantiu auxílio-moradia dobrado, tanto ao juiz Marcelo Bretas, quanto à esposa do magistrado, também juíza Simone Bretas.

O caso referente à solicitação de investigação com base na determinação de Gilmar Mendes acabou sendo visto por algumas autoridades do meio jurídico como uma possível “vingança” contra Bretas.

Lava Jato
Vale ressaltar que a Operação Lava Jato é conduzida em primeira instância pelo juiz Sergio Moro, cujas investigações da força-tarefa são concentradas a partir da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, capital do estado do Paraná. Um dos casos mais emblemáticos que tramita no âmbito das investigações da Lava Jato trata-se da condenação e consequente prisão do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, referente ao caso Tríplex do Guarujá, cuja pena decretada de doze anos e um mês de prisão em regime fechado é baseada em crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Gleisi desafia a Justiça, ofende juízes e diz: “acampamento fica, essa escola do Moro não serve para o Judiciário brasileiro”

A senadora Gleisi Hoffmann garantiu que o PT irá manter o acampamento armado próximo à sede da Polícia Federal em Curitiba, em discurso realizado no próprio local na tarde deste domingo (15).

A atual presidente do PT disse que não recebeu qualquer notificação da Justiça determinando o desmanche e impondo a multa de R$ 500 mil em caso de descumprimento.

Gleisi aproveitou para mais uma vez tripudiar sobre uma decisão judicial, chegando a dizer que os “juízes paranaenses causam vergonha alheia”.

“Desculpa, mas essa escola do Moro não serve para o Judiciário brasileiro. Não tem como nos tirarem daqui. Nós não temos nenhuma ação de despejo. Querem que a gente saia porque tem reclamação de moradores, mas também tem muitos moradores nos apoiando. Estamos negociando com as autoridades, mas nós vamos ficar”, disse.

“A prisão é uma baita de uma injustiça. É uma sacanagem do Moro, do Dallagnol e dessa gente que integra a elite brasileira. Dessa gente que não conhece o Brasil. Que só conhece gabinetes com ar-condicionado”, disparou a senadora.

O cúmulo do narcisismo! Juíza posta selfie ironizando advogado durante audiência em MT: ‘Pergunta idiota’

OAB-MT criticou postura e disse que Corregedoria do TJMT já foi informada. Selfies foram publicadas no Stories do Instagram.

A postagem de uma juíza durante uma audiência, em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, foi repudiada por advogados e pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Mato Grosso. A magistrada Anna Paula Gomes Freitas, da Segunda Vara Criminal de Tangará da Serra, postou selfies ironizando um advogado durante a audiência dizendo ‘pergunta idiota’.

O G1 tentou entrar em contato com a magistrada, mas segundo o assessor ela estava em audiência nesta sexta-feira (13). Segundo ele, ela ainda não se manifestou sobre o assunto.

A Corregedoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) disse que não vai se manifestar sobre qualquer sindicância ou investigação que envolva magistrados, já que considera o ato como sigiloso. Anna Paula é juíza desde 2004.

As selfies foram publicadas na ferramenta Stories, do Instagram – que permite publicar posts que duram 24 horas– e já não estão mais disponíveis.
“Aquela falta de paciência que vai dando quando a audiência é estressante o advogado começa a fazer pergunta idiota!”, disse a juíza em uma das postagens.

Em outra, ela diz ‘Aquela satisfação quando da pergunta idiota vem uma resposta que é tudo que a defesa não queria ouvir’.
O presidente da OAB-MT em Mato Grosso, Leonardo Campos, divulgou uma nota nessa quinta-feira (12), criticando a postura da juíza e classificou o episódio como ‘lamentável’.

“A juíza foi extremamente infeliz e fez comentários desnecessários e que nada contribuem para a efetiva distribuição da justiça, além de ter sido desrespeitosa com o ato formal e solene que é a audiência, que aliás, deveria ser objeto de atenção de todos (o desrespeito aos advogados nem precisa ser ainda mais explicitado)”, declarou o presidente.

Para a OAB, a pertinência da pergunta é avaliada pelo advogado que traça uma estratégia de defesa.
“Já informo de antemão que o assunto já está na Corregedoria do Tribunal de Justiça e vamos cobrar resposta”, finalizou Campos.

Comovente, emocionante… Família faz primeira visita a Lula na cadeia. Lulinha visita papai e diz que o Brasil vai pagar por tudo de mal que faz com Lula

A família do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado no caso do triplex do Guarujá (SP), chegou por volta das 10h desta quinta-feira (12) à sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Filhos e pelo menos um neto de Lula visitam pela primeira vez o ex-presidente na “cela especial” preparada para ele no berço da Lava Jato.

Faltavam alguns minutos para as 10h quando três carros chegaram pelo portão dos fundos da Superintendência da PF, que está sitiada por apoiadores desde o sábado (7), quando Lula se entregou a Lava Jato para início do cumprimento da pena de 12 anos e um mês de cadeia.

Lula recebe a família na sala reservada a ele na cobertura do prédio da Polícia Federal

Em um dos carros, um Renault Duster branco, o filho mais velho, Fábio Luís Lula da Silva, também conhecido como Lulinha, chegou com os vidros abaixados. Ele desceu carregando uma mochila nas costas.

Pelo menos outras três pessoas, incluindo netos de Lula, também estavam no carro. Um deles carregava um cobertor. Eles desceram na portaria dos fundos do prédio, acompanhados do advogado de defesa do ex-presidente Cristiano Zanin Martins.

Lula receberá a família na sala reservada a ele na cobertura do prédio da Polícia Federal, onde está isolado dos demais presos da carceragem.

Boazinha! SQN!!! Twitter suspende conta de Manuela D’Ávila. Ela violou as regras, incitando o ódio, a intolerância e o preconceito

Nesta quarta-feira (11) a conta da deputada gaúcha Manuela D’Avila no Twitter foi simplesmente suspensa.

A ilustre parlamentar violou as regras, incitando o ódio, a intolerância e o preconceito.

E esta Deputada ainda quer falar em respeito à democracia?

E esta Deputada ainda quer falar em respeito à liberdade de expressão?

E esta Deputada ainda quer falar em respeito ao Estado Democrático de Direito?

Manuela é candidata a presidente da República.

Não reúne a mínima condição para tal pretensão.

ACREDITE SE PUDER: Gleisi e Lindbergh pedem inclusão de ‘Lula’ no nome parlamentar, aparecerá no painel eletrônico e serão utilizados para comunicações nas sessões

A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), senadora Gleisi Hoffmann(PR), encaminhou nesta quarta-feira 11 um pedido ao presidente da Casa,Eunício Oliveira (MDB-CE), para incluir o nome “Lula” em seu nome parlamentar.

Indicada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba desde o último sábado (7), como sua porta-voz, Gleisi publicou em sua conta no Twitter a mensagem “Somos tod@s Lula, Eu sou Lula”, acompanhada do requerimento a Eunício.

Somos tod@s Lula, Eu sou Lula!#LulaValeALuta#LulaLivre pic.twitter.com/sMUCYHvqLb

— Gleisi Hoffmann (@gleisi) April 11, 2018

Além da presidente da legenda, o líder petista no Senado, Lindbergh Farias(RJ),  tomou a iniciativa de incluir o nome de Lula no seu nome parlamentar. A tendência, segundo Lindbergh, é a de que outros senadores do partido façam o mesmo. Até o momento, contudo, isso não ocorreu. “É a campanha ‘Eu sou Lula’. Lula pediu que todos nós falássemos por ele, que fôssemos um pouco ele”, afirmou.

O ofício para alteração de nome parlamentar entra no sistema do Senado automaticamente e é encaminhado à Presidência da Casa. Eunício, no entanto, ainda não respondeu se aceitará ou não a solicitação.

Caso ele aprove, os nomes dos parlamentares mudariam para Gleisi Lula Hoffmann e Lindbergh Lula Farias, que passariam a constar no painel eletrônico, por exemplo, e também seriam usados para comunicações em plenário ou comissões.

Nesta terça-feira 10, mais de vinte deputados do PT na Câmara também pediram ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para mudar o nome parlamentar.

Antes de ser preso, Lula afirmou, em palanque no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo, que quanto mais tempo ficar preso, “mais Lulas vão nascer neste país e mais gente vai querer brigar neste país”. A iniciativa de mudar os nomes parlamentares começou ontem, entre vereadores da Câmara Municipal de São Paulo.

Fernando Moro Holiday

Quem aproveitou a oportunidade para mudar seu nome parlamentar – e alfinetar os petistas – foi o vereador Fernando Holiday, coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL). Holiday encaminhou um requerimento à Câmara Municipal de São Paulo pedindo a inclusão de ‘Moro’ em seu nome parlamentar.

”Os petistas resolveram colocar Lula no nome, então farei uma singela homenagem a Moro”, diz o tuíte do vereador. 

Os petistas resolveram colocar Lula no nome, então farei uma singela homenagem a Moro.pic.twitter.com/5QYthhOx7H

— Fernando Holiday (@FernandoHoliday) April 11, 2018

(com Estadão Conteúdo)

Sem dó: esposa esfaqueia, dá paulada, joga água fervendo no pênis do marido e depois o mata

Uma dona de casa cozinhou o pênis do marido, depois de
lhe torturar e matar. A acusada pelo crime é Amélia Julião dos Santos, de 39
anos de idade, que foi presa.

A vítima foi Albenito Rodrigues da Costa, de 54 anos. O
crime aconteceu na cidade de Feira de Santana, no Estado da Bahia. A violência
que mais chocou a população foi a iniciativa de Amélia Julião que jogou água
fervendo nas partes íntimas de Albenito.

O homicídio ocorreu na casa do casal. “Amélia pegou
um pedaço de madeira e aplicou várias cacetadas. Depois, pegou a faca e golpeou
Albenito em várias partes do corpo, principalmente em um dos braços.

Quando a vítima estava desmaiada, ela esquentou água e
jogou no órgão genital de Albenito”, contou a delegada Klaudine Passos, do
Núcleo de Homicídios de Feira de Santana.

Segundo a delegada, após o crime, a acusada limpou a casa
e trocou as roupas do marido. “Ela lavou a casa e as roupas da vítima e
negava a todo instante que teria matado o companheiro.

Vizinhos contaram que, quando o marido pedia socorro, o
filho dele pedia para Amélia abrir a porta, mas ela contava que só abriria com
a presença da polícia”, relatou a policial.

Na delegacia, a acusada confessou o crime e alegou que
matou o marido porque era constantemente espancada por ele, quando estava
alcoolizado.

De acordo com a delegada, a versão, no entanto, é
desmentida pelos vizinhos, que acusam Amélia de maltratar o companheiro.
Segundo vizinhos, o casal vivia junto há cerca de cinco
anos, mas brigava constantemente. Amélia foi autuada por homicídio qualificado,
cuja pena varia de 12 a 30 anos de reclusão.

Atriz pornô processa ator e diretor por ‘estupro’ em cena não prevista em roteiro original

Alla Montchak, mais conhecida como a atriz pornô Nikki Benz, está processando o diretor Tony T, o ator Ramon Nomar e a produtora Brazzers por “estupro” e agressão por causa de uma cena não prevista no roteiro original de um filme pornográfico estrelado por ela.

De acordo com o site “TMZ”, Nikki, ucraniana radicada no Canadá, exige na Justiçaindenização de o equivalente a R$ 17 milhões. O filme foi rodado em dezembro de 2016, em Los Angeles (Califórnia, EUA).

Nikki é ucraniana radicada no Canadá
Nikki é ucraniana radicada no Canadá Foto: Reprodução/Twitter(@nikkibenz)

No processo, a atriz de 36 anos alega que, durante a cena, na qual recebe tapas no rosto e nos seios, chegou a sangrar. Além disso, Nikki relata ter sido vítima de uma técnica de tortura semelhante ao waterboarding (em que é simulado afogamento usando uma toalha encharcada).

“O próprio Tony me sufocou com as mãos. Nunca pensei que a Brazzers permitiria isso”, escreveu a atriz no Twitter.

Tony T e Nomar alegam inocência. A Brazzers chegou a afastar alguns profissionais envolvidos na produção do filme.

Áudio vazado de Chico Pinheiro defendendo Lula e atacando Sergio Moro é um escândalo completo, escute e compartilhe esse jornalista anti-Brasil

É UM ABSURDO!

Após áudio sobre Lula atribuído a Chico Pinheiro, Globo adverte jornalistas

O diretor-geral de Jornalismo da Globo, Ali Kamel enviou ontem (9) aos jornalistas da emissora um e-mail em que alerta sobre o uso de redes sociais. Kamel adverte que os profissionais do departamento não devem expressar publicamente suas preferências políticas e partidárias, porque isso causaria “dano” à emissora.

Segundo o site Notícias da TV, o e-mail foi disparado horas depois de vazar nas redes sociais um conjunto de áudios em que o jornalista Chico Pinheiro, apresentador do Bom Dia Brasil, faz uma apaixonada defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso no último sábado por corrupção passiva.

“Realizaram o fetiche. O fetiche deles era Lula na cadeia. Não foi feito do jeito que eles queriam, mas o Lula foi. E agora? O que vão fazer agora? Como é que fica? Qual é o próximo passo? Que o Lula tenha calma e sabedoria, inspiração divina para ficar quieto onde ele está”, teria dito Pinheiro em um dos áudios, publicado em um grupo fechado no WhatsApp no domingo, do qual participam jornalistas, intelectuais e políticos de esquerda (8).

Pinheiro ataca ainda, indiretamente, o juiz Sérgio Moro, que determinou a prisão de Lula: “A direita está louca. Os coxinhas estão perdidos”.

Ainda que não cite o jornalista, o e-mail de Ali Kamel é uma clara resposta à repercussão das falas do âncora, pois o diretor-geral de Jornalismo da Globo faz referência ao vazamento dos áudios.

“Não se pode expressar essas preferências publicamente nas redes sociais, mesmo aquelas voltadas para grupos de supostos amigos”, ensina Kamel, porque, “uma vez que se tornem públicas pela ação de um desses amigos, é impossível que os espectadores acreditem que tais preferências não contaminam o próprio trabalho jornalístico, que deve ser correto e isento”.

Kamel alerta que essa “contaminação” compromete o trabalho do jornalista em uma eleição (como Chico Pinheiro irá entrevistar um candidato da direita agora?) e prejudica a Globo. “O dano está feito”, escreve.

Ouça o áudio que iniciou a polêmica:

Taxista confunde viatura da Polícia Federal com Uber, ataca, quebra todo o veículo e é preso na hora! Tudo está saindo do controle…

Que os taxistas estão indo longe demais na guerra contra a Uber não é novidade. Agora, esta notícia, veiculada pelo O Tempo, mostra como tudo está saindo do controle: um taxista provocou uma batida em uma viatura, acreditando ser um carro a serviço da Uber, em Belo Horizonte, no domingo (24).

Segundo o jornal, o taxista estava na avenida Antônio Carlos, no bairro Cachoeirinha, quando encontrou o veículo de cor preta. Então, ele acelerou o carro, invadiu a faixa central e freou bruscamente para que o suposto motorista Uber batesse em sua traseira.

Acontece que o carro não “era Uber”, mas sim uma viatura do Gabinete Militar do Governador do Estado de Minas Gerais. Dentro da viatura estavam um soldado e um major da Polícia Militar.

Os carros colidiram lateralmente após o veículo do gabinete tentar evitar a batida. Assim que o taxista percebeu que a viatura não era de um motorista Uber, ele resolveu fugir realizando “diversas manobras em zigue-zague na pista e colocando em risco outros veículos e pedestres”, disse o jornal.

Após uma perseguição, os dois carros bateram novamente até outra viatura, do 16° Batalhão da PM, chegar para auxiliar na ocorrência. Os militares encontraram maconha dentro do táxi, de acordo com o Tempo.

O resultado

Como você deve imaginar, não foi uma ideia muito boa do taxista. Tanto que, além de ter a CNH recolhida e o táxi removido por reboque, ele foi autuado por crimes de dano, direção perigosa e posse de substâncias entorpecentes.

Ricardo Faedda, presidente do Sindicato dos Taxistas de BH, repudiou o ocorrido: “Nosso posicionamento é de repúdio. Peço desculpas aos policiais militares por essa atitude. Não é dessa forma que vamos encontrar soluções para combater o transporte clandestino”.

A prefeitura de Belo Horizonte, diferente de São Paulo — que recentemente legalizou o aplicativo —, ainda está com problemas para decidir se os carros Uber podem ou não rodar na cidade.

Flagrante de Lula maltratando assessor corre a internet, assista o vídeo e tire suas conclusões sobre o ‘enorme carinho’ que ele tem com os pobres….

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, fazia uma Live em um vilarejo, onde populares queriam dar um aperto de mão em Lula, quando o inesperado acontece ao vivo: Muito nervoso e com medo, ao ver a população (maioria carente) da porta do ônibus, Lula diz ao Motorista que não vai descer para cumprimentá-los.

Mas a confusão só começava.
Lula não desce, volta para dentro do ônibus agredindo seu Assessor que estava no celular gravando o vídeo.

Não faltou Agressão Verbal ao assessor e aos pobres que ainda corriam atrás do aperto de mão!

Enquanto a briga rola entre Lula e Assessor, Gleisi continuava a sua Transmissão Ao Vivo, tentando disfarçar a briga.

Colocamos a Legenda no vídeo. Lula estava com medo, pois soube que o juiz baiano tinha impedido de receber o título Doutor Honoris Causa e que um grupo anti-PT o aguardava. Demonstrando medo; desabafa ao assessor:

“Queria que fosse você pra encarar povo de cidade que você não conhece. Fica só na “Porra” desse celular..Ah Caralho!” Vai além: “Acha aí um velho nessa cidade, tira uma foto pra rede social e pronto”.

O Assessor tenta acalmá-lo e confessa que Lula não precisava temer, havia “escolta da Polícia Federal da Bahia”, (acionada pelo governador PT Rui Costa).

Gleisi, finge que nada acontece e continua filmando. Para piorar, Lula “detona” os pobres que tentavam o aperto de mão, chamando de “povo feio, chato, insuportável e vagabundo”!

Sim, Lula chama seus eleitores de vagabundos!!!

Confira o vídeo:

PETISTA ASSASSINOS: Homem agredido na porta do Instituto Lula tem traumatismo craniano

O homem agredido em frente ao Insituto Lula, em São Paulo, na noite desta quinta-feira, sofreu traumatismo craniano, de acordo com o boletim médico da manhã desta sexta.

Ele foi andando até hospital São Camilo, que fica do outro lado da rua, onde está internado, após ser empurrado e bater com a cabeça em um caminhão que passava pela rua.

Pelas redes sociais circulam relatos e imagens que mostram o momento do tumulto. Um grande número de apoiadores de Lula estava na porta do instituto fazendo um protesto contra o decreto que determina a prisão do ex-presidente.

O homem que viria a ser ferido discutia com os manifestantes por ser a favor da prisão.

A agressão ocorreu quando três líderes petistas deixavam o prédio: o senador Lindbergh Farias, o tesoureiro Emídio de Souza e Márcio Macedo. Depois que o homem se aproximou e começou a xingá-los de ladrão, uma pessoa não identificada foi atrás dele e o empurrou.

A vítima bateu a cabeça no para-choque de um caminhão e caiu no chão, onde permaneceu enquanto sua cabeça sangrava, por pelo menos cinco minutos. Apesar dos ferimentos, conseguiu se levantar e ir até o hospital.

O Hospital São Camilo informou, por meio de nota, que o paciente realizou exames, no decorrer da noite, que constataram o traumatismo craniano.

Ele foi submetido a uma intervenção cirúrgica e, neste momento, seu quadro encontra-se estável.