Quem é Deltan Dallagnol: Religioso, surfista e chefe da Lava-Jato. Ele é movido por suas crenças e acredita que pode mudar a forma de combater a corrupção no país.

::)

O coordenador da força-tarefa da Lava-Jato é movido por suas crenças. Deltan Martinazzo Dallagnol acredita que pode mudar a forma de combater a corrupção no país. Os brasileiros se acostumaram a ver pela TV o procurador longilíneo, de bochechas rosadas, cabelo bem aparado, óculos de aro fino e trajado de terno preto quando irrompe um novo ato bombástico da operação — o mais recente foi a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A imagem de Dallagnol também se associou às 10 medidas de combate à corrupção, projeto que chegou ao Congresso com a assinatura de mais de 2 milhões de pessoas. Em busca de apoio, o procurador peregrinou por igrejas batistas. Em fevereiro, ao ser anunciado por um pastor no Rio de Janeiro para uma palestra à noite, mesclou fé e bom-humor.

— Na minha oração de hoje, pedi duas coisas. A primeira, que todos saiamos daqui edificados para fazer mais justiça. A segunda, como estamos em um ambiente noturno, foi para que vocês não dormissem.

Leia também:
“Comandante máximo”, “grande general” e “propinocracia”: veja as frases mais fortes dos promotores que denunciaram Lula
Em infográfico, veja os argumentos do MPF no PowerPoint contra Lula

Casado e pai de um casal de filhos, Dallagnol é “seguidor de Jesus”, conforme descreve em seu Twitter. Com a família, frequenta a Igreja Batista do Bacacheri, em Curitiba. A partir dos cultos, levou sua palavra contra a corrupção, que ecoou por escolas, associações, clubes e o plenário do Congresso. Em junho, durante audiência com parlamentares, sentenciou:

— A corrupção é uma assassina sorrateira, invisível e de massa. Ela é uma serial killer que se disfarça de buracos de estradas, de falta de medicamentos, de crimes de rua e de pobreza.

Descrito por amigos como metódico, carinhoso e sossegado, Dallagnol muda o estilo quando sobe no skate ou pega uma prancha. Em 2014, no início da Lava-Jato, viajou para surfar na Indonésia. Desde então, sua única praia é a investigação que desbaratou o esquema de desvio de recursos da Petrobras. Aos 36 anos, coordena a força-tarefa responsável pelos casos de primeira instância da operação, grupo composto por 11 procuradores, que denunciou 239 pessoas, entre elas os maiores empreiteiros do país, e provoca pânico na classe política.

A trajetória de Dallagnol começa no sudoeste do Paraná. Ele é natural de Pato Branco, cidade conhecida dos colorados por ser o berço do atacante Alexandre Pato. Filho de um promotor de Justiça, nasceu em 1980 e aprendeu em casa a separar diversão e trabalho. Nas classes do Colégio Mater Dei, evitava a “turma da bagunça”. Gostava de escrever redações e participava de peças de teatros.

— Ele não era de conversa fora de hora. Prestava atenção, era observador e muito educado — recorda a professora Ivete Bridi Rotava.

A professora reencontrou o antigo aluno em maio passado, quando ele voltou a Pato Branco para duas palestras intituladas a “A Sociedade contra a Corrupção”. Desceu no acanhado aeroporto do município e concedeu entrevista ainda na pista.

— Foi uma emoção rever aquele menino. Não me surpreende ele ter ido tão longe, tinha uma família muito presente — diz Ivete.

Festejado em Pato Branco, Dallagnol não é unanimidade em Curitiba. A exemplo do juiz federal Sergio Moro, o trabalho do procurador suscita paixões e ódios, inclusive na faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde estudou. Apesar das divergências, ex-professores concordam: foi um “aluno modelo”. Com médias altas, obteve o diploma e, um ano depois, passou no concurso do Ministério Público Federal (MPF). Tinha apenas 22 anos.

Na graduação, tabelou com o Direito Privado. A monografia tratou de “correção monetária e juros no mútuo bancário”. A guinada à área criminal ocorreu no MPF. No início da carreira, atuou no caso Banestado. Depois, fez mestrado em Harvard. Na prestigiada universidade americana, estudou as provas indiretas, que também o ajudam a embasar as denúncias da Lava-Jato. Diretor da FGV-Direito Rio, Joaquim Falcão observa que Dallagnol se encaixa no “arquétipo” da nova geração de procuradores e juízes.

— Eles têm por volta de 40 anos, fizeram concurso público, ou seja, acreditam na meritocracia, lidam bem com tecnologia, têm formação internacional e são bem pagos em termos de servidor — descreve.

Para Falcão, uma das virtudes do coordenador da força-tarefa é o poder de síntese.

— O profissional de Direito do passado se alongava para falar. Dallagnol tem comunicação sintética, rápida e visual. Seus PowerPoints fazem sucesso. Viram brincadeiras na internet, mas conseguem transmitir a mensagem. Como os processos são de interesse público, a divulgação é a força da Lava-Jato.

De fato, a comunicação é um dos pilares da estratégia do procurador e seus colegas. Quando aparece para uma entrevista, fica claro que ele preparou cada tópico da fala e não foge do roteiro. Assim, dribla a timidez. Cordial, emprega frases de efeito, que também recheiam os processos. Para ele, por exemplo, Lula é o “comandante máximo” do desvio de recursos da Petrobras.

Advogados e procuradores mais experientes não aprovam o estilo. Adversários dizem que Dallagnol quer “santificar” a Lava-Jato. Colegas negam. Explicam que ele acredita na necessidade de mudanças na legislação, cujas brechas garantem a impunidade.

O credo colocou as medidas contra corrupção entre as prioridades do procurador paranaense, que enfrenta críticas com dados e frases fortes. Em debates, ouve juristas reclamarem do teor das propostas, consideradas pesadas contra os réus, capazes de criar um Estado policialesco. Deltan não recua. Relator das medidas na Câmara, o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) entende todo o empenho.

— Dallagnol estudou a operação Mãos Limpas na Itália. Lá, chegou um momento em que, para se proteger, a classe política fragilizou a legislação e a corrupção aumentou. Ele quer que o Brasil escreva uma história diferente.

13000327_1031587930248644_6418053256605145096_n

Na foto acima: O Procurador do Ministério Público Federal Deltan Dallagnol, que integra a Força Tarefa da Operação Lava Jato recebendo orações na Igreja onde congrega no Paraná. Ele faz parte de uma nova geração de Magistrados Cristãos que combatem a corrupção no Brasil.

:) Essa notícia


:) Espalhe nas suas redes


:) Amigos Online


:) Facebook


:) Curtir o site



Desde 2010, uma nova organização religiosa surge por hora.


Nasa exibe acidentalmente um dos melhores avistamentos de OVNIS da história e ex-astronauta quebra o silêncio ao contar tudo!


HONESTIDADE: Pedreiro desempregado encontra R$ 8 mil em envelope e devolve ao dono, no DF


México também suspende importação da carne brasileira. Pelo menos outros cinco países, além da União Europeia, já anunciaram restrições após a Operação Carne Fraca


A CASA CAIU: Advogado que bateu boca com Moro renuncia à defesa de Lula


TAPA NA CARA: “A gente não trabalha com carne brasileira”, diz gerente de churrascaria de Temer


VÍDEO: Bêbado, Lula debocha de juízes da Lava Jato e já faz planos para 2018. “Quando eu for presidente, essa palhaçada irá acabar”


A SACANAGEM CONTINUA: Lei Rouanet – Projetos pequenos terão limite de R$ 700 mil; de grandes empresas, R$ 10 milhões.


A verdade sobre a FRIBOI: gado abatido com choque no ânus, ambiente podre e desumano


Em 79º lugar, Brasil estaciona no ranking de desenvolvimento humano da ONU


Hong Kong – número 1 em importações de carne cancela contratos: mas Temer fala em ‘grande alarde’ e vê ‘insignificância’ em dados da Carne Fraca


Funcionário grava vídeo dentro de frigorífico da Friboi e mostra carne com tumor (câncer) e pus


Jovem de 19 anos é presa nos EUA após engravidar de garoto de 14 anos


MAIS UMA VEZ FRIBOI: Escândalo internacional, frigoríficos vendiam carne vencida, estragada, produtos químicos e até papelão no Brasil e no exterior


Temer quer devolução, 30 BILHÕES doados a FRIBOI, entenda aqui


VERGONHA: FRIBOI ENVENENANDO O RIO ARAGUAIA


O BRASIL MERECE ISSO? TROFÉU PUTARIA: NA AUSÊNCIA DO “ESQUENTA”, PROGRAMA “AMOR E SEXO”, DE FERNANDA LIMA, ASSUME O POSTO DE MAIS VULGAR


Alunos denunciam professores da FGV por declarações racistas e machistas


Modelo Taiana de Souza Camargo – Lava Jato: PF indicia ex-capa da Playboy ligada a doleiro pelo crime de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores


ACREDITE SE QUISER: JOSÉ SARNEY PEDE PRISÃO PARA POLÍTICOS CORRUPTOS


Lula De Onde Vem O Dinheiro De Seus Filhos? Ele Tremeu. Veja!


Barraco total gravado: Preta Gil briga em lanchonete e humilha atendente, assista o vídeo!


Sem limite para a cara de pau: Renata Monteiro elogia Sérgio Moro, mas seu marido Luiz Carlos Velloso é preso. Faz parte da quadrilha de Cabral…


Prefeitura do Rio nomeia mais um morto para cargo. Paulo Henrique, ex-jogador do Flamengo, seria assistente na gerência da subsecretaria de Esportes


TEMPOS MODERNOS: Pai e filha falam sobre desafio de mudar de gênero juntos O americano Eric Maison decidiu fazer sua transição três anos após a filha adolescente


Vídeo impressionante: Helicóptero que fazia resgate toca em fio de alta tensão, cai e explode, matando 4 no México


Lista de Janot cita 5 ministros, Maia, Lula, Dilma, Serra e Aécio. Também há pedidos para investigação de ao menos cinco ministros e ex-ministros


LULA DEPÕE NA LAVA JATO! Depoimento Completo da Alma mais “HONESTA” do Brasil.


Janot pede ao STF 83 inquéritos para investigar políticos citados na delação da Odebrecht e 211 pedidos de remessa para outras instâncias da Justiça de pessoas sem foro no Supremo


LULA DIZ QUE NÃO SABE QUANTO GANHA frente a frente com o Juiź no depoimento ( 14/03/2017)


O que fazer com esses ladrões? Juiz cita reajuste de 1100% na Linha 4 do RJ: ‘Enorme volume de dinheiro público que, em tese, teria sido desviado’


Paciente israelense queima viva enfermeira por não estar satisfeito com atendimento. Tova Carero, que morreu em consequência das queimaduras, tinha 56 anos.


ATENÇÃO BRASIL: Golpe por e-mail monitora movimentação de quem tenta ver saldo do FGTS


Gerente de banco faz consultoria de propina: Patrícia Cavalcante ajuda diretor da RioTrilhos, agora preso, a esconder dinheiro…


Temer decreta: lei que regulamenta cobrança de gorjetas, o cliente paga se quiser e o quanto quiser!


COMEÇOU O CALVÁRIO: Lula depõe pela primeira vez como réu em Brasília, nega acusação de obstrução à Justiça e diz que sofre ‘quase um massacre’


Conheça a mulher do Tiririca: Nana Magalhães mostra o que encantou o marido.


ROLANDO LERO DA VIDA REAL: “Caixa 2 é ilegal, mas é diferente de corrupção e lavagem de dinheiro”, diz Cardozo


A VERDADE SOBRE O BRASIL: “Caixa dois sempre foi ‘modelo reinante’ no país”, diz Emilio Odebrecht. Depoimento vaza após falha da Justiça do PR


Sorriso de bebê logo após o parto faz sucesso na imprensa internacional


NÃO ESCAPA NINGUÉM: Janot deve enviar 80 pedidos de inquérito ao STF com base na delação da Odebrecht


A VERGONHA DO NOSSO NORDESTE: Pensão vitalícia da filha de Sarney inclui 5 funcionários, 1 carro e salário de R$ 48 mil


TERRA DE NINGUÉM: Câmeras flagram PMs executando testemunhas para instalar milícia na Baixada Fluminense


CEGO, SURDO E MUDO: Henrique Meirelles diz que nunca viu nada ilegal durante o governo de Lula


A empresária Patrícia Rodrigues de Morais, de 34 anos, acusada de aplicar golpes em clientes na venda de pacotes de viagens, diz que ‘quebrou’, admite dívida de R$ 300 mil, mas nega golpes


Homem que se passava por Bieber na web é preso e acusado de mais de 900 casos de pedofilia


bt_leiamais1 4065 postagens

CONTINUAR LENDO



Todas as postagens e matérias exibidas respeitam as fontes das informações. Contato: peloamordedeus2017@gmail.com