Receita pede ao STF provas da Lava-Jato para cobrar impostos atrasados de políticos. Os alvos São: Renan Calheiros, Romero Jucá, Fernando Collor, José Sarney e Edison Lobão

Renan Calheiros, Romero Jucá, Fernando Collor, José Sarney e Edison Lobão. Estes são alguns dos políticos alvos da Receita Federal, que pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o compartilhamento de provas de processos da Operação Lava-Jato.

A Receita quer iniciar ou dar prosseguimento a procedimentos fiscais, com o objetivo de recuperar impostos que possivelmente deixaram de ser pagos pelos investigados. A decisão de dividir os documentos com a Receita caberá ao ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no STF.

Segundo a Receita, alguns dos alvos já têm procedimentos fiscais instaurados, enquanto outros ainda não, mas não esclarece quem exatamente. O órgão garantiu que todos os documentos que vierem a ser compartilhados serão protegidos por sigilo fiscal. A Receita tem pressa porque, após cinco anos, a legislação não permite cobrar tributos atrasados.

“Nesse contexto, possível celeridade na obtenção desses documentos otimizará as decisões acerca das confirmações necessárias quanto à efetividade dos indícios de infração tributária que deram causa aos procedimentos fiscais instaurados e em face de novos alvos potenciais que ainda não tiveram ações fiscais iniciadas”, informou a Receita.

Ao todo, a Receita pediu acesso a 13 inquéritos, sendo 11 da Lava-Jato, e uma ação cautelar. Além dos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR), Fernando Collor (PTC-AL), e Edison Lobão (PMDB-MA) e do ex-senador José Sarney (PMDB-AP), são alvos os deputados Aníbal Gomes (PMDB-CE), José Mentor (PT-SP) e Vander Loubet (PT-MS). Há ainda três inquéritos que envolvem vários parlamentares do PP e do PMDB investigados por formação de quadrilha.

Os outros dois inquéritos — erroneamente identificados como sendo da Lava-Jato pela Receita — investigam o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), que já foi vice-presidente da Câmara. Esses casos não estão com Fachin, mas com o ministro Marco Aurélio Mello. Tanto os inquéritos com Fachin como aqueles com Marco Aurélio são anteriores à delação dos executivos da Odebrecht, que levou à abertura de 76 novas investigações no STF.

O documento da Receita é de 30 de março e foi protocolado no STF no dia seguinte. O texto é assinado pelos auditores-fiscais Erico Piredda da Graça, da Coordenação Nacional da Operação Lava Jato da Receita, e Eduardo Pucci Hercos, chefe da Divisão de Auditorias Especiais. Em 17 de abril, Fachin deu 15 dias para o Ministério Público Federal (MPF) dar sua opinião sobre o pedido. Só depois disso ele tomará uma decisão.

“Como é do conhecimento de Vossa Excelência, a Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) tem fiscalizado contribuintes, pessoas físicas e jurídicas, citados nos autos da Operação Lava Jato”, disse a Receita Federal a Fachin. Acrescentou ainda que o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pela operação na primeira instância, já autorizou o compartilhamento de provas.

:) Espalhe nas suas redes



:) Essa notícia


:) Facebook


:) Curtir o site







Ministério Público quer que policiais paguem indenização a assaltantes presos


Vídeo em 360 graus mostra como vivem presos em uma cela superlotada


Agora pode gastar os bilhões que roubou: Andrea Neves já está em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica


Baiana que morreu em viagem de bicicleta para o Alasca será velada nesta quarta-feira


ANA CAROLINA CHAMA LETÍCIA LIMA DE NOIVA E COGITA FORMAR UMA FAMÍLIA A QUATRO


Roberto Jefferson dispara: ‘O presidente da CUT não trabalha. A presidente da UNE não estuda. O presidente do MST tem muitas terras. A presidente do PT não tem vergonha


O Brasil foi dividido entre cinco grandes quadrilhas nas últimas duas décadas. Partidos políticos, milícias, facções criminosas, empresários e


General promovido por Lula é testemunha do petista em processo da Lava Jato. Tem cabimento uma coisa dessas?


EDUCAÇÃO NOTA ZERO: Estudantes fazem churrasco em sala de aula: ‘Um dia normal’


FIM DA LINHA TEMER: PF recupera mensagens enviadas a Temer no celular de Rocha Loures


UM PERFEITO IDIOTA: não divulgamos aviso sobre gravidade da chuva para evitar pânico, diz secretário de Ordem Pública


Pânico: Piloto faz pouso forçado em meio a selva amazônica, veja vídeo


ESPALHA ISSO BRASIL, URGENTE: Sérgio Moro vai anunciar a condenação do ex-presidente LULA, confira os detalhes


Janaína Paschoal rebate e empareda Gilmar Mendes após ele criticar investigação de magistrados: ‘Ora, por que não pode? São deuses?


Exército abraça causa de Sérgio Moro e diz que guerra à corrupção é de todos


FINALMENTE: Advocacia-Geral da União solicita bloqueio imediato de bens da JBS para recuperar o prejuízo de cerca de R$850 milhões


Sérgio Moro vai bater o martelo, sentença de Lula deve ser pesada, veja aqui…


STF deve evitar a prisão de Lula, mesmo depois de condenado pelo juiz Sergio Moro e depois pelo TRF-4


Em relatório, PF vê elementos que provariam envolvimento de Pezão no esquema Cabral. Operador trocou mensagens com o governador


Gilmar Mendes elogia as Forças Armadas por não ‘causarem tumulto’ e ‘respeitarem as instituições’ diante da crise no país


Roger, do Ultraje a Rigor, publica foto de Lula e ironiza: ‘Nesta foto, Temer se fantasia de Lula para negociar com a Friboi’


Depois de dizer que o tríplex é da Caixa e ser desmentido, só falta Lula dizer que é do Temer’, alfineta Roberto Jefferson


Lula pede exoneração dos procuradores da Lava Jato


O desabafo de Maisa Silva, nova vítima da hipocrisia das redes. Atriz e apresentadora se tornou alvo da insanidade das redes sociais


O BRASIL PERDEU: Fachin retira de Sergio Moro três processos contra Lula


Golpe de caneta nocauteia Joesley e deixa Lula grogue


Rodrigo Hilbert vai depor sobre abate de ovelha em programa de TV


E agora Brasil? Partido de Bolsonaro não vai lançá-lo como candidato a presidente


Advogado de Lula apresenta estratégia para Moro envolvendo mulher de Cunha


Preocupado, Janot envia documento ao STF e fala em ‘golpe de morte’, criticou a possível revisão em acordo de delação.


Lutador famoso morre após nocaute ao vivo e vídeo choca o mundo


Eles decidiram escolher este cão do abrigo. O motivo me deixou com lágrimas nos olhos


Amigas de Eliana contam verdade sobre sua filhinha e vídeo é comovente


Filha de Palocci se compromete com a Lava Jato após manifestação de procurador


ISSO É BRASIL: Virgínia Souza, “Doutora Morte”, é inocentada e ainda ganha indenização

bt_leiamais1
Tudo sobre política, clique aqui
bt_leiamais1
5059 postagens


bt_leiamais1
5059 postagens






Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*