Irmã do senador Aécio Neves é presa pela Polícia Federal. Aécio escapa porque o STF disse que “não houve flagrante”

Agentes da PF e do MPF foram ao apartamento de Andrea Neves em Copacabana, mas não a encontraram. Ela foi presa na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Operação também faz buscas em outros endereços ligados a Aécio pelo país.

A irmã e assessora do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Andrea Neves, foi presa por agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal na manhã desta quinta-feira (18) no condomínio Retiro das Pedras, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O primo do senador e de Andrea, Frederico Pacheco de Medeiros, também foi preso na Grande BH.

Andrea foi presa porque há suspeitas de que ela tenha pedido dinheiro ao empresário Joesley Batista, dono do grupo JBS, em nome do irmão. Ela é considerada operadora do senador nas investigações da Lava Jato.

O advogado Marcelo Leonardo esteve na sede da PF em Belo Horizonte, para onde Andrea foi levada, e disse que vai fazer a defesa da irmã de Aécio, mas não vai se manifestar sobre a prisão neste momento.

Andrea deixou a sede da Polícia Federal por volta das 13h40 e foi levada para o Instituto Médico Legal (IML) para ser submetida a um exame de corpo de delito. Após o procedimento, ela será encaminhada para o Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte.

Operação Patmos

A operação Patmos – batizada pela Polícia Federal em referência à ilha grega onde o apóstolo João teve visões do Apocalipse – foi deflagrada a partir da delação da JBS, revelada pelo jornal O Globo. Nela, Aécio Neves aparece pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista para pagar a defesa dele na Lava Jato. As informações foram confirmadas pela TV Globo.

De acordo com o a delação, Aécio indicou o primo Frederico Pacheco para receber o dinheiro, e a entrega foi filmada pela Polícia Federal. Em São Paulo, Fred entregou as malas para Mendherson Souza Lima.

Sempre seguido pela PF, Mendherson, que é cunhado de Perrella, fez três viagens de carro a Belo Horizonte levando a propina. Segundo a PGR, os recursos foram parar na Tapera Participações Empreendimentos Agropecuários, do filho de Perrella, Gustavo.

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), mandou afastar o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), do mandato de senador. Mais cedo, o G1 informou que o magistrado havia optado por não decretar monocraticamente o pedido apresentado pela Procuradoria Geral da República (PGR) para prender o parlamentar tucano. O caso seria levado ao plenário do Supremo.

No entanto, por volta do meio-dia, o STF informou que o ministro Edson Fachin negou o pedido de prisão de Aécio Neves e não levará a decisão sobre o assunto para o plenário. Fachin apreendeu o passaporte de Aécio e o proibiu de ter contato com outros investigados.

Equipes da PF e do MPF em frente ao prédio de Andrea Neves, irmã de Aécio, em Copacabana (Foto: Leslie Leitão/TV Globo)Equipes da PF e do MPF em frente ao prédio de Andrea Neves, irmã de Aécio, em Copacabana (Foto: Leslie Leitão/TV Globo)

Equipes da PF e do MPF em frente ao prédio de Andrea Neves, irmã de Aécio, em Copacabana (Foto: Leslie Leitão/TV Globo)

Operação em várias cidades

No Rio de Janeiro, a operação começou por volta das 5h. Um chaveiro foi chamado para os agentes cumprirem o mandado de busca e apreensão no apartamento de Andréa em Copacabana, na Zona Sul. Este imóvel pertenceu ao ex-presidente Tancredo Neves, avô de Aécio e Andrea.Também foram feitas buscas nos apartamentos de Aécio e de Altair Alves Pinto, conhecido por ser braço direito do deputado Eduardo Cunha, que está preso. As diligências foram todas autorizadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Por volta das 6h15, pelo menos cinco carros descaracterizados da Polícia Federal chegaram à chapelaria do Congresso, em Brasília, que é a principal entrada e a mais utilizada pelos parlamentares. No Congresso, as buscas são feitas nos gabinetes de Aécio e Perrella e do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). O G1 não conseguiu localizar a defesa deles.

Em Belo Horizonte, policiais federais estão no prédio onde mora Aécio, no bairro Anchieta, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Uma viatura da PF com cinco policiais chegou por volta das 6h. Ainda não se sabe se alguém foi encontrado no apartamento. Os agentes também estão na casa de Perrella, no bairro Belvedere, Região Centro-Sul.

Agentes também fazem buscas em fazendas da família Neves no interior de Minas Gerais.

O primo de Aécio Neves Frederico Pacheco de Medeiros também foi preso em casa, no condomínio Morro do Chapéu, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, nesta manhã. A informação foi confirmada pelo advogado de Frederico, Maurício Campos Júnior, mas o defensor disse que, por enquanto, não vai se manifestar sobre a prisão.

O assessor parlamentar de Zeze Perrella (PMDB-MG), Mendherson Souza Lima, que é também cunhado do senador e ex-vice-presidente da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), é citado na delação como a pessoa que recebeu o dinheiro. Ele foi preso nesta manhã. A Polícia Federal informou que apreendeu R$ 400 mil em dinheiro na casa do assessor. O G1 tenta localizar a defesa de Lima.

Afastamento

Também estão sendo feitas buscas em endereços ligados a Aécio em Belo Horizonte e em Brasília, e o STF determinou o afastamento de Aécio e de Rocha Loures dos mandatos.

O procurador da República Ângelo Goulart Villela foi preso e há mandado de prisão contra o advogado Willer Tomaz, que é ligado a Eduardo Cunha. A PF também faz buscas no Tribunal Superior Eleitoral, onde atua o procurador da República preso.

O G1 tentou ligar para uma assessora de Aécio Neves, mas o telefone estava desligado. Também não conseguimos contato com os outros citados na reportagem.

Políticos envolvidos na delação da JBS (Foto: Editoria de Arte/G1)Políticos envolvidos na delação da JBS (Foto: Editoria de Arte/G1)

Políticos envolvidos na delação da JBS (Foto: Editoria de Arte/G1)

Delação da JBS

A operação teve início após a delação do dono do frigorífico JBS, Joesley Batista, que entregou à Procuradoria-Geral da República uma gravação do senador Aécio Neves pedindo a ele R$ 2 milhões. No áudio, com duração de cerca de 30 minutos, o presidente nacional do PSDB justifica o pedido dizendo que precisava da quantia para pagar sua defesa na Lava Jato. A informação foi divulgada pelo jornal “O Globo” na quarta-feira (17).

A entrega do dinheiro foi feita a Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio, que foi diretor da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), nomeado por Aécio, e um dos coordenadores de sua campanha a presidente em 2014.

Em nota, a assessoria de imprensa de Aécio Neves afirmou que o senador “está absolutamente tranquilo quanto à correção de todos os seus atos”.

“No que se refere à relação com o senhor Joesley Batista, ela era estritamente pessoal, sem qualquer envolvimento com o setor público. O senador aguarda ter acesso ao conjunto das informações para prestar todos os esclarecimentos necessários”, diz o texto.

Em vídeo públicado em sua página no Facebook, Zeze Perrella afirmou que “nunca” recebeu “um real sequer” da JBS. “Eu quero dizer para os que me conhecem e para os que não me conhecem que eu nunca falei com o dono da Friboi. Não conheço ninguém ligado a esse grupo. Nunca recebi de maneira oficial ou extra-oficial um real sequer dessa referida empresa”, diz o senador no vídeo.

Ainda segundo a delação de Joesley, também foi feita uma gravação onde o presidente Michel Temer dá aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na operação Lava Jato.

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência disse que o presidente Michel Temer “jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar”.

:) Espalhe nas suas redes



:) Essa notícia


:) Facebook


:) Curtir o site







Ministério Público quer que policiais paguem indenização a assaltantes presos


Vídeo em 360 graus mostra como vivem presos em uma cela superlotada


Agora pode gastar os bilhões que roubou: Andrea Neves já está em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica


Baiana que morreu em viagem de bicicleta para o Alasca será velada nesta quarta-feira


ANA CAROLINA CHAMA LETÍCIA LIMA DE NOIVA E COGITA FORMAR UMA FAMÍLIA A QUATRO


Roberto Jefferson dispara: ‘O presidente da CUT não trabalha. A presidente da UNE não estuda. O presidente do MST tem muitas terras. A presidente do PT não tem vergonha


O Brasil foi dividido entre cinco grandes quadrilhas nas últimas duas décadas. Partidos políticos, milícias, facções criminosas, empresários e


General promovido por Lula é testemunha do petista em processo da Lava Jato. Tem cabimento uma coisa dessas?


EDUCAÇÃO NOTA ZERO: Estudantes fazem churrasco em sala de aula: ‘Um dia normal’


FIM DA LINHA TEMER: PF recupera mensagens enviadas a Temer no celular de Rocha Loures


UM PERFEITO IDIOTA: não divulgamos aviso sobre gravidade da chuva para evitar pânico, diz secretário de Ordem Pública


Pânico: Piloto faz pouso forçado em meio a selva amazônica, veja vídeo


ESPALHA ISSO BRASIL, URGENTE: Sérgio Moro vai anunciar a condenação do ex-presidente LULA, confira os detalhes


Janaína Paschoal rebate e empareda Gilmar Mendes após ele criticar investigação de magistrados: ‘Ora, por que não pode? São deuses?


Exército abraça causa de Sérgio Moro e diz que guerra à corrupção é de todos


FINALMENTE: Advocacia-Geral da União solicita bloqueio imediato de bens da JBS para recuperar o prejuízo de cerca de R$850 milhões


Sérgio Moro vai bater o martelo, sentença de Lula deve ser pesada, veja aqui…


STF deve evitar a prisão de Lula, mesmo depois de condenado pelo juiz Sergio Moro e depois pelo TRF-4


Em relatório, PF vê elementos que provariam envolvimento de Pezão no esquema Cabral. Operador trocou mensagens com o governador


Gilmar Mendes elogia as Forças Armadas por não ‘causarem tumulto’ e ‘respeitarem as instituições’ diante da crise no país


Roger, do Ultraje a Rigor, publica foto de Lula e ironiza: ‘Nesta foto, Temer se fantasia de Lula para negociar com a Friboi’


Depois de dizer que o tríplex é da Caixa e ser desmentido, só falta Lula dizer que é do Temer’, alfineta Roberto Jefferson


Lula pede exoneração dos procuradores da Lava Jato


O desabafo de Maisa Silva, nova vítima da hipocrisia das redes. Atriz e apresentadora se tornou alvo da insanidade das redes sociais


O BRASIL PERDEU: Fachin retira de Sergio Moro três processos contra Lula


Golpe de caneta nocauteia Joesley e deixa Lula grogue


Rodrigo Hilbert vai depor sobre abate de ovelha em programa de TV


E agora Brasil? Partido de Bolsonaro não vai lançá-lo como candidato a presidente


Advogado de Lula apresenta estratégia para Moro envolvendo mulher de Cunha


Preocupado, Janot envia documento ao STF e fala em ‘golpe de morte’, criticou a possível revisão em acordo de delação.


Lutador famoso morre após nocaute ao vivo e vídeo choca o mundo


Eles decidiram escolher este cão do abrigo. O motivo me deixou com lágrimas nos olhos


Amigas de Eliana contam verdade sobre sua filhinha e vídeo é comovente


Filha de Palocci se compromete com a Lava Jato após manifestação de procurador


ISSO É BRASIL: Virgínia Souza, “Doutora Morte”, é inocentada e ainda ganha indenização

bt_leiamais1
Tudo sobre política, clique aqui
bt_leiamais1
5059 postagens


bt_leiamais1
5059 postagens






1 Comentário

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*