ACORDANDO NA ZONA SUL E DORMINDO EM BANGU: Crimes de Cabral foram ‘sofisticados’ diz Sérgio Moro. Garotinho se finge de doente.

Moro cita ‘ruína das contas públicas’ do Rio ao mandar prender Cabral.

Para juiz, situação reforça necessidade de deter ex-governador. Investigação contra Sérgio Cabral (PMDB) é derivada da Lava Jato.

O juiz Sérgio Moro citou a atual situação de crise financeira do Estado do Rio de Janeiro para justificar a prisão do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), ocorrida nesta quinta-feira (17). Moro afirmou que seria uma afronta deixar que os investigados continuassem usufruindo dos recursos das supostas propinas.

“Essa necessidade [da prisão] faz-se ainda mais presente diante da notória situação de ruína das contas públicas do Governo do Rio de Janeiro. Constituiria afronta permitir que os investigados persistissem fruindo em liberdade do produto milionário de seus crimes, inclusive com aquisição, mediante condutas de ocultação e dissimulação, de novo patrimônio, parte em bens de luxo, enquanto, por conta da gestão governamental aparentemente comprometida por corrupção e inépcia, impõe-se à população daquele estado tamanhos sacrifícios, com aumento de tributos, corte de salários e de investimentos públicos e sociais. Uma versão criminosa de governantes ricos e governados pobres”, disse o juiz.

Moro também disse que as provas apresentadas pela investigação apontam indícios de que foram cometidos crimes de forma “profissional e reiterada” pelo político. Cabral foi detido na manhã desta quinta-feira, na Operação Calicute, derivada da Lava Jato.

“As provas são, em cognição sumária, da prática reiterada, profissional e sofisticada de crimes contra a administração pública e de lavagem de dinheiro por parte de Sérgio Cabral e de seu operador financeiro Carlos Miranda”, afirmou Moro.

Propinas

A Operação Calicute investiga supostas propinas pagas por construtoras ao ex-governador fluminense. Segundo o MPF, Cabral recebia propinas mensais que variavam entre R$ 200 mil e R$ 300 mil.

A investigação aponta que a fraude pode ter gerado prejuízo de mais de R$ 200 milhões aos cofres públicos.

Para Moro, o tamanho dos supostos crimes cometidos justifica a prisão preventiva de Cabral e das outras pessoas envolvidas no caso. “A magnitude e a reiteração delitiva caracterizam risco à ordem pública”, afirma o magistrado.

Bloqueio de bens

Moro também determinou o bloqueio de R$ 10 milhões das contas de Cabral e das demais pessoas e empresas investigadas na Operação Calicute. O valor é referente a supostas propinas recebidas pelo grupo pagas pela Andrade Gutierrez. No entanto, Moro também afirma que há a possibilidade de que eles tenham recebido recursos de outras empreiteiras já investigadas na Lava Jato.

“Considerando o modus operandi, é possível que tenha recebido propinas de todas as empreiteiras que participaram das obras no Comperj, como Odebrecht, Queiroz Galvão, Mendes Júnior, UTC Engenharia, com valores milionários”, diz o juiz.

Ainda de acordo com Sérgio Moro, as irregularidades podem ter ramificações para mais obras. “Há, enfim, relatos de propinas em todas as grandes obras realizadas no Rio de Janeiro durante o seu governo, como no Mergulhão de Duque de Caxias, reforma do Maracanã, obras em Manguinhos, Comperj, entre outros”, lembra o juiz.

Outro lado

Procuradas, a Andrade Gutierrez e a Carioca Engenharia não quiseram se manifestar sobre as investigações. O presidente nacional do PMDB, Romero Jucá, disse que o partido não será afetado com a prisão do ex-governador. Ele acrescentou que espera que os fatos sejam investigados com profundidade e, a partir daí, se tenha uma convicção e julgamento na Justiça.

O G1 ligou por volta das 13h para o escritório e celulares de advogados que representam Sérgio Cabral, mas não obteve retorno até as 15h24. A reportagem também tenta contato com as defesas das outras empresas e pessoas citadas na investigação.

Prisões
Além de Cabral, outras oito pessoas tinham sido presas até as 12h30 na Operação Calicute. O ex-governador foi alvo de dois mandados de prisão preventiva, um expedido pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, e outro pelo juiz Sérgio Moro, em Curitiba. Ele deve ser levado ainda nesta quinta para o complexo de presídios de Bangu, na Zona Oeste.

Prisões preventivas (sem prazo para terminar):

– Sérgio de Oliveira Cabral Santos Filho, ex-governador do Rio
– Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho, ex-secretário de governo do RJ;
– Hudson Braga, ex-secretário de obras;
– Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, sócio de Cabral na empresa SCF Comunicação;
– Luiz Carlos Bezerra;
– Wagner Garcia;
– José Orlando Rabelo;
– Luis Paulo Reis (que se entregou na sede da Polícia Federal de Volta Redonda).

Prisão temporária (com duração de até 5 dias):

Alex Sardinha da Veiga

Há ainda um mandado não cumprido contra Paulo Fernando Magalhães Pinto, administrador de empresas que foi assessor de Sérgio Cabral.

A esposa de Cabral, Adriana Ancelmo, também é alvo de condução coercitiva – quando a pessoa é levada a depor e depois liberada. Segundo o MPF, foi determinado ainda o sequestro e arresto de bens do ex-governador e de outras 11 pessoas físicas e 41 pessoas jurídicas.

Mandados judiciais
A ação foi chamada de Calicute em referência à uma região da Índia onde o descobridor do Brasil, Pedro Álvares Cabral, teve uma de suas maiores tormentas.

No Rio, foram expedidos 38 mandados de busca e apreensão, 8 de prisão preventiva, 2 de prisão temporária e 14 de condução coercitiva. No Paraná, a Justiça expediu 14 mandados de busca e apreensão, 2 de prisão preventiva e 1 de prisão temporária.

A ação coordenada teve como base as delações premiadas do ex-dono da Delta Engenharia Fernando Cavendish, da empreiteira Andrade Gutierrez e da Carioca Engenharia. As informações passadas pelos colaboradores estão sendo ratificadas por uma série de indícios e provas diretas levantadas pelo MPF, pela PF e pela Receita Federal.

Garotinho não consegue transferência para hospital particular no RJ

As informações são da Secretaria Municipal de Saúde. Ex-governador queria ir para unidade localizada na Barra da Tijuca.

O ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, preso nesta quarta (16) pela Polícia Federal do Rio, pediu transferência para o Hospital da Unimed, na Barra da Tijuca, onde recebe tratamento cardíaco, mas permanece no Hospital Municipal Souza Aguiar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a prefeitura deu autorização para a transferência, mas a Polícia Federal negou o pedido.

Em função disso, o ex-governador continuará internado na unidade do município. Para justificar a requisição de mudança de local, ele apresentou um laudo assinado por um médico particular, que não é um documento oficial do Souza Aguiar. O G1 tentou entrar em contato com a assessoria da PF, mas ninguém atendeu as ligações.

Garotinho passou mal depois de ser preso, acusado de fraude na eleição municipal em Campos dos Goytacazes, no norte do estado, onde é secretário de governo.

Ele foi preso no apartamento dele, no bairro do Flamengo, na Zona Sul do Rio. O ex-governador é um dos investigados na Operação Chequinho, que apura o uso do programa social Cheque Cidadão para a compra de votos na cidade de Campos, onde a mulher dele, Rosinha Matheus, é prefeita.

A ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou na noite desta quarta um pedido de liberdade movido pela defesa do ex-governador do Rio.

Segundo as investigações, em troca de votos, eleitores eram inscritos no programa que dá R$ 200 por mês a famílias de baixa renda.

Os advogados do ex-governador negam as acusações e dizem que a prisão foi ilegal.

Anthony Garotinho foi governador do estado do Rio de Janeiro de 1998 a 2002, quando concorreu à presidência. A mulher dele, Rosinha Garotinho, foi eleita governadora do estado, e ele foi secretário de Segurança de seu governo. Neste período, uma série de denúncias de crimes eleitorais e comuns recaíram sobre o casal.

Vídeo: RASGANDO NOSSO DINHEIRO – aniversário da esposa de Cabral, em Mônaco. Tudo banhado a ouro, caviar e champanhe. Agora vai ter visita íntima em Bangu!

:) Espalhe nas suas redes



:) Essa notícia


:) Facebook


:) Curtir o site







Ministério Público quer que policiais paguem indenização a assaltantes presos


Vídeo em 360 graus mostra como vivem presos em uma cela superlotada


Agora pode gastar os bilhões que roubou: Andrea Neves já está em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica


Baiana que morreu em viagem de bicicleta para o Alasca será velada nesta quarta-feira


ANA CAROLINA CHAMA LETÍCIA LIMA DE NOIVA E COGITA FORMAR UMA FAMÍLIA A QUATRO


Roberto Jefferson dispara: ‘O presidente da CUT não trabalha. A presidente da UNE não estuda. O presidente do MST tem muitas terras. A presidente do PT não tem vergonha


O Brasil foi dividido entre cinco grandes quadrilhas nas últimas duas décadas. Partidos políticos, milícias, facções criminosas, empresários e


General promovido por Lula é testemunha do petista em processo da Lava Jato. Tem cabimento uma coisa dessas?


EDUCAÇÃO NOTA ZERO: Estudantes fazem churrasco em sala de aula: ‘Um dia normal’


FIM DA LINHA TEMER: PF recupera mensagens enviadas a Temer no celular de Rocha Loures


UM PERFEITO IDIOTA: não divulgamos aviso sobre gravidade da chuva para evitar pânico, diz secretário de Ordem Pública


Pânico: Piloto faz pouso forçado em meio a selva amazônica, veja vídeo


ESPALHA ISSO BRASIL, URGENTE: Sérgio Moro vai anunciar a condenação do ex-presidente LULA, confira os detalhes


Janaína Paschoal rebate e empareda Gilmar Mendes após ele criticar investigação de magistrados: ‘Ora, por que não pode? São deuses?


Exército abraça causa de Sérgio Moro e diz que guerra à corrupção é de todos


FINALMENTE: Advocacia-Geral da União solicita bloqueio imediato de bens da JBS para recuperar o prejuízo de cerca de R$850 milhões


Sérgio Moro vai bater o martelo, sentença de Lula deve ser pesada, veja aqui…


STF deve evitar a prisão de Lula, mesmo depois de condenado pelo juiz Sergio Moro e depois pelo TRF-4


Em relatório, PF vê elementos que provariam envolvimento de Pezão no esquema Cabral. Operador trocou mensagens com o governador


Gilmar Mendes elogia as Forças Armadas por não ‘causarem tumulto’ e ‘respeitarem as instituições’ diante da crise no país


Roger, do Ultraje a Rigor, publica foto de Lula e ironiza: ‘Nesta foto, Temer se fantasia de Lula para negociar com a Friboi’


Depois de dizer que o tríplex é da Caixa e ser desmentido, só falta Lula dizer que é do Temer’, alfineta Roberto Jefferson


Lula pede exoneração dos procuradores da Lava Jato


O desabafo de Maisa Silva, nova vítima da hipocrisia das redes. Atriz e apresentadora se tornou alvo da insanidade das redes sociais


O BRASIL PERDEU: Fachin retira de Sergio Moro três processos contra Lula


Golpe de caneta nocauteia Joesley e deixa Lula grogue


Rodrigo Hilbert vai depor sobre abate de ovelha em programa de TV


E agora Brasil? Partido de Bolsonaro não vai lançá-lo como candidato a presidente


Advogado de Lula apresenta estratégia para Moro envolvendo mulher de Cunha


Preocupado, Janot envia documento ao STF e fala em ‘golpe de morte’, criticou a possível revisão em acordo de delação.


Lutador famoso morre após nocaute ao vivo e vídeo choca o mundo


Eles decidiram escolher este cão do abrigo. O motivo me deixou com lágrimas nos olhos


Amigas de Eliana contam verdade sobre sua filhinha e vídeo é comovente


Filha de Palocci se compromete com a Lava Jato após manifestação de procurador


ISSO É BRASIL: Virgínia Souza, “Doutora Morte”, é inocentada e ainda ganha indenização

bt_leiamais1
Tudo sobre política, clique aqui
bt_leiamais1
5059 postagens


bt_leiamais1
5059 postagens






1 Comentário

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*